Artigo: Dicas de como proteger seu Arduino eletricamente - Parte 1 de 5

Neste artigo (Parte 1 de 5) vamos mostrar o que não deve fazer com seu Arduino. São maneiras que se praticadas, estragará seu Arduino eletricamente.

    Curto-Circuitando uma porta de I/O's com GND

Configurando uma porta digital como saída, setando como HIGH e depois conectando ao GND, irá sobrecarregar a corrente e queimará a porta. Isto acontece porque a porta do microcontrolador aguenta apenas 40mA e tem uma resistência de 25 Ohm. Ao fazer o curto, passará uma corrente de 200mA, queimando o microcontrolador. A figura abaixo mostra o caminho que a corrente percorre na porta 4, por exemplo:

    Curto-circuito entre portas de I/O's

Ao configurar duas portas, uma como HIGH e outra como LOW, e interligando as duas, irá sobrecarregar a corrente nas portas e consequentemente as duas portas queimarão. Isto acontece como descrito anteriormente. A figura abaixo mostra o caminho como a corrente percorre entre as portas 6 e 2, por exemplo:

Portanto, uma atenção ao conectar as portas do seu Arduino. Não as faça, senão queimará seu Arduino! Fiquem atentos para as próximas partes!

E é isso!! Esperamos que tenha gostado! Se tiver sugestões para tutoriais, clique aqui! Para ver outros tutoriais e projetos desenvolvidos pela equipe LdG e por outros garagistas, clique aqui e aqui, respectivamente!

Referências:

http://arduino.cc/en/

http://ruggedcircuits.com/html/ancp01.html

Exibições: 7652

Comentar

Você precisa ser um membro de Laboratorio de Garagem (arduino, eletrônica, robotica, hacking) para adicionar comentários!

Entrar em Laboratorio de Garagem (arduino, eletrônica, robotica, hacking)

Comentário de Ricardo Franchi em 14 novembro 2012 às 14:53

Muito obrigado Euclides ! comprei um Arduino a pouco tempo e ainda sinto um pouco de insegurança. É sempre bom estudar bem o que for fazer, mais uma vez muito obrigado, abraço.

Comentário de Euclides Franco de Rezende em 14 novembro 2012 às 6:43

Ricardo Franchi, Aconselho a não usar nada menor que 300Ω, e a medida que a alimentação aumentar (circuitos acima de 5V) ponha mais 300Ω para cada 5V do circuito...ou seja 60Ω para cada Volt. Boa sorte.

Comentário de Ricardo Franchi em 13 novembro 2012 às 23:29

Confirmando, se eu quiser utilizar uma porta de I/O's com GND para acender um LED  seria necessario apenas um resistor de 200 ou 220 Ω em série para evitar o dano a porta ?

Comentário de Andrew S. Vaz em 24 julho 2012 às 14:07

Muito muito boas essas dicas.

Comentário de Angelo Guimarães Silva em 18 julho 2012 às 12:23

Concordo com o Euclides.Essa série está ótima.Objetiva e pratica!

Coisas básicas e fundamentais como essas não são levados a serio por muito iniciantes,é necessária uma reeducação nesse sentido.De levar a teoria tão a sério quanto as funções finais do projeto.

Comentário de Euclides Franco de Rezende em 12 julho 2012 às 17:41

"P.........@" matéria !!!!!! Excelente !!!! Perfeita !!!! Estas poucas linhas e desenhos se levadas a sério poderiam economizar desastres que dariam pra comprar uma casa por semana ao redor do mundo. Pena que será um desperdício na mão dos desavisados, ansiosos, nervosos, preguiçosos...etc...

Tenho meu UNO a mais de 6 meses e até agora não ocorreu nem sequer um arranhão nos pinos. Cuido dele como se fosse o Graal. Não porque acho caro, mas pra mim significa o respeito a equipe que o desenvolveu.

Já usei-o para testar muitas placas que desenvolvi para alguns clientes (Todas com tensões e correntes superiores as que as portas do Arduino sozinho não conseguiriam suportar). É uma questão de prestar atenção e proteger da forma adequada as conexões que se fazem nos testes. Que venham as próximas lições!!!

© 2021   Criado por Marcelo Rodrigues.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço