Antena Óptica poderia dobrar a eficiência da célula solar

Pesquisadores do Instituto de Tecnologia da Geórgia desenvolveram uma antena óptica, que combina as qualidades de uma antena com um diodo retificador. Os pesquisadores acreditam que o dispositivo poderia levar a uma nova geração de células solares altamente eficientes. 

Para mais informações clique aqui.

Exibições: 844

Comentar

Você precisa ser um membro de Laboratorio de Garagem (arduino, eletrônica, robotica, hacking) para adicionar comentários!

Entrar em Laboratorio de Garagem (arduino, eletrônica, robotica, hacking)

Comentário de Sergio Lobo em 7 outubro 2015 às 15:05

Concordo com seu comentário, Marcelo. Além do mais, as células comerciais possuem 15% de eficiência, no máximo. As novas teriam, então 30%. Muito pouco para custar muito caro.

Comentário de Marcelo Henrique Moraes em 6 outubro 2015 às 18:13

Odeio acabar com a alegria de alguns (mentira, na verdade eu gosto disso), mas isso ai vai ser o olho da cara.

Se esse oxido de alumínio for monocristalino, baratinho é que não vai ser. Na imagem a alumina é azul, então provavelmente é safira (não, não é tudo que é azul é safira, é a safira é que é oxido de alumínio azul).

Mas é claro não devemos pensar que o caro vai ser a safira gasta em uma placa, isso vai ser fichinha comparado com os nanotubos de carbono.

Se isto ai tiver uma eficiência muito próxima a 100% poderá ser economicamente viável, caso contrário é melhor durar séculos para se pagar.

Muito próximo a 100% não significa 100%, é importante deixar claro que 99,99999999999999999% não é 100%, tem gente que se sente tentada a arredondar o pi pra 4, mas na física nada fica redondo, literalmente.

Mas não sejamos pessimistas, afinal esta é uma tecnologia futura, para quando alguém tropeçar em uma forma barata de se fazer oxido de carbono puro.

Tudo é lindo, até se ver o preço.

© 2021   Criado por Marcelo Rodrigues.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço