Tenho disjuntor de 40A no quadro geral, e uma puxada, feita há muitos anos e que só servia para uma pequena luz, cujos condutores têm secção de 2,5mm2. Agora neste anexo quero instalar um quadro electrico com um diferencial de 32A. Este anexo está a ser transformado numa pequena habitação. O problema é que o tubo onde passam os fios de 2,5mm2 não tem espaço para fios de 6mm2 nem de 4mm2. 

Estando a ligação a do quadro parcial toda correta qual o problema de manter os fios de 2,5mm2 a alimentar o diferencial de 32A? Obrigado desde já.

Exibições: 170

Responder esta

Respostas a este tópico

Bom dia RJAS, (se não gosta que te chame pelas iniciais, avise),

condutores com secção de 2,627mm²,  conforma a tabela internacional AWG, suportam no máximo 7,50 A, a 20°C.

Como seu condutor tem uma  secção de 2,5mm², suporte por volta de 7A.

Passar 32 A por estes fios pode provocar a queima dos isolantes destes fios.

RV mineirin

Tabela_Cobre_AWG.pdf

Se bem que secção de 2,5mm2 suporta 16A. Aqui em Portugal utilizam-se condutores de 2,5mm2 para tomadas, com disjuntores de 16A.

Vou tentar passar fios de 4mm2, uma vez que de 6mm2 não dá e muito menos de 10mm2...

Olá Renato, 

Sugiro que use as normas de instalações elétricas de Portugal. 

Mas se interessar pelas normas Brasileiras, esse é o documento NBR 5410:

https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/5810747/mod_resource/con...

Saiba que aqui no Brasil, não usamos mais fios rígidos de cobre. Só em instalações antigas. 

Nas lojas de material elétrico, a gente só encontra cabos elétricos flexíveis (com muitos fios finos). 

Aí em Portugal é assim também?

A capacidade de corrente dependerá das especificações dos fios, do tipo de eletroduto e de quantos fios passam pelo eletroduto. 

Tipos de eletrodutos: 

Tabela de fios x capacidade de corrente: (tabela parcial) 

Olá José Gustavo, obrigado pela resposta. Sim vou gerir pela norma de cá. E sim, a tendência é usar fio multifilar também. Obrigado mais uma vez.

Não é só a corrente que deve ser levada em conta, mas também a queda de tensão. Se a distância for grande, a bitola do fio tem que ser maior que a mínima necessária para a corrente máxima.

Bem lembrado Cláudio. 

Obrigado Cláudio!

Boa noite a todos, 

Amigo José Gustavo, convivi com as normas Portuguesas por longos 10 anos quando estava trabalhando em Angola e posso dizer são muitas as diferenças das nossas. A começar pelos condutos (dutos ou eletrodutos), utilizam condutos muito pequenos e apertados. 

Amigo Renato, se tivesse deixado a tempos atrás electroduto com sobra, hoje você poderia passar a fiação com menos dificuldade, mais não lhe culpo e sim as normas eléctricas daí. 

Não instalaria o disjuntor de 32A, a capacidade de condução de corrente máxima é de 21A, portanto este disjuntor não protegeria sua instalação (muito ao contrário pegaria fogo no conductor e não desaramria o disjuntor). 

Esta secção de condutor é muito pouco para um anexo (assim vi no post), para apenas uma ou outra tomada e umas poucas lâmpadas de led ainda dá para alimentar, mais se caso ligar um ferro de engomar e um chuveiro já não seria legal. 

Tenta passar um cabo 6mm² ou 10mm², não vale a pena arriscar ok.

José Antonio

Boa noite José Antonio, sim já encontrei solução e vou passar cabo com maior secção. Muito obrigado.

RSS

© 2022   Criado por Marcelo Rodrigues.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço