Bom dia Srs. estou com uma dúvida, sobre baterias e carregadores, segue detalhes:

A algum tempo estive construindo um alimentador automatizado para meu cachorro controlado por um Arduino. Como o programei para ser ajustável em termos de horários, número de refeições e demais configurações, ao desliga-lo perco alguns ajustes como os horários de ativação, mas o problema maior seria mesmo deixar o meu cachorro sem comida em caso de uma queda de energia até que eu volte (quando saio de casa e volto tarde por exemplo). 

Sendo assim construí um sistema de carga usando um circuito carregador, fonte e bateria. A fonte tem saída de tensão de 12 - 14V com carga máxima de 2.5A para alimentar a bateria/carregador de 12V 2300mA e o sistema.

Atualmente esta bateria mantem o sistema por cerca de 10 minutos sem alimentação externa, porem recentemente minha esposa me mostrou que esse tempo é insuficiente (durante uma faxina). 

Penso em trocar a bateria por uma com mais capacidade de carga, 5000mA, 7000mA, etc...

Ai vem a dúvida, até onde eu sei mantendo a tensão de 12V a única coisa que mudaria seria o tempo para atingir carga completa devido a fonte ter carga máxima de 2.5A. Seria isso mesmo ou há algum outro ponto que devo observar (além é claro da necessidade possível de mais espaço físico)?

Exibições: 56

Responder esta

Respostas a este tópico

Boa tarde Sr. J2C, (se não gosta que te chame pelas iniciais, avise),

vamos por partes:

1.   " ao desliga-lo perco alguns ajustes como os horários de ativação, ";

       

       Esta parte é relativamente fácil de resolver salvando os valores dos horários na EEPROM.

2. " Sendo assim construí um sistema de carga . A fonte tem saída de tensão de 12 - 14V com carga

        máxima de 2.5A para alimentar a bateria/carregador de 12V 2300mA e o sistema." ;

   

     Se a bateria for do tipo chumbo/ácido, em geral a carga deve ser feita com 10% do valor da corrente

     que a bateria pode fornecer.

   

     Ex:  Se uma bateria é para 4 A, deve-se carrega-la com uma corrente de ^= 400 mA.

            Não sei a corrente que seu sistema sem a bateria consome, mas para a bateria bastam 400 ma.

3.  " esta bateria mantem o sistema por cerca de 10 minutos sem alimentação externa, ";

      Pelo que entendi sua bateria é de 12V e pode fornecer até 2,5 A/H.. Certo?

      Porque sua bateria só suporta o seu sistema rodando por 10 minutos?   

      Fazendo cálculos   seriam 2,5 * 6 =  15 A  de consumo em 10 minutos. 

      Tem algo errado ou não entendi bem o projeto.

Para que possamos ajuda-lo, minhas sugestões:

Descreva como funciona seu projeto, post desenhos com esquema de ligações , anexe arquivos com o sketch, etc.

RV mineirin

     

Quanto ao JC2, sem problemas, JCC, JC² etc.

1 - Não seria a hora e data gerais, isso fica no RTC, seriam os horários de dar comida que por enquanto são dois fixos, mas podem vir a mudar por alguma questão qualquer de rotina, não pretendo que sejam fixos no código, mas se houvesse uma forma de gravá-los na memória de forma que não se percam ao desligar o arduino, e sejam editáveis via menus seria interessante.

2 - a bateria é de Niquel Hidreto Metalico (NimH) 2.3Ah.

3 - Não é o caso de suportar somente por 10 min, ocorre que montei um circuito simples de rearme com um rele 12V (o relé opera até cerca de 10,5V) devido a já ter perdido uma bateria (devido a falha do circuito de carga anterior) a bateria descarregou completamente (e veio a óbito) então, até 10 min não há queda de tensão (abaixo de 12V), a partir dai começa a cair a tensão gradativamente o que tende a desligar o rele e o equipamento para preservar a bateria pois a energia demorou demais a voltar e com a tesão abaixo de 10V o motor reduzido do fuso já não opera de forma eficiente para liberar a comida e não compensa o risco de perder a bateria. 

Quanto ao consumo, não realizei nenhuma medição real, mas calculo que seja algo entre 600mA em standbay e 1.5A com o motor reduzido em operação.

Quanto aos diagramas infelizmente os perdi junto com meu antigo HD. Precisam ser refeitos.

Porem o sistema possui:

1 rele de rearme;

1 display 16x2 com I2C; 

1 arduino mega;

1 shield RTC3231;

1 shield com 4 reles 5vcc;

1 motor com redução;

1 fonte chaveada 220vca 12vcc 2.5A;

1 circuito de carregador com display de 7 segmentos (3 caracteres voltimetro integrado);

1 sensor óptico foto elétrico;

1 bateria 12vcc 2300 mA;

 

Porem com o cálculo apresentado acima realmente há algo errado, ou talvez uma falha das células da bateria ou do carregador.

Olá.
  Eu adotaria outro caminho... Se vc usar por ex um ESP32, que é um compatível Arduino que tem wifi, pode consultar o relogio da internet para saber que horas são.

  Vide: https://lastminuteengineers.com/esp32-ntp-server-date-time-tutorial/

  Assim ele sempre saberá que horas são.

  Conforme a programação vc pode anotar na eeprom o horário em que foi feita a ultima refeição. Assim caso isso aconteça durante uma falta de energia a rotina de setup pode perceber e providenciar uma, ainda que atrasada.

  Com o Wifi eu faria de forma simples tb uma "conversa" com o Telegram (um tipo de whatsapp), assim o alimentador poderia enviar mensagens para seu celular sempre que alimentar, receber mensagens de teste, etc.

  Vide: https://www.instructables.com/Automation-With-Telegram-and-ESP32/

  Fica um produto, se quer saber, vendável ! Mta gente compraria isso. Basta vc colocar numa caixa legal e pronto. Eu colocaria de parede, preso no alto, para não tomar mordidas, com um cano de pvc pra deixar cair a ração.

A sugestão é interessante, já havia pensado nisso mas e se houver uma falha no roteador ou no provedor, meu sistema vai "despirocar". Mas realmente interessante a ideia, não havia pensado nisso, obrigado.

Sobre o telegram já havia pesquisado, pretendo ainda instalar uma câmera na área onde fica meu cachorro e conecta-la ao wifi para me enviar videos de quando ele for alimentado por exemplo pelo telegram talvez.

Bom dia, 

Talvez esses tutoriais possam ser úteis, mas sem energia para o roteador não conseguirá ver o relógio. 

Recomendo o uso de um RTC. 

Guia completo do NodeMCU – ESP12 – Alarme Residencial IOT (3)

José Gustavo Abreu Murta13 de março de 2018

Para quem nunca ouviu falar em Internet das Coisas – IOT (Internet of  Things)  é uma nova tecnologia que interliga aparelhos às pessoas, através da internet e que esta se tornando muito popular. Os aparelhos ou dispositivos podem enviar ou receber dados e comunicar-se com os usuários .


Guia completo do NodeMCU – ESP12 – Usando Arduino IDE  (2)

José Gustavo Abreu Murta8 de março de 2018

No primeiro Tutorial sobre NodeMCU ESP-12 , eu já havia informado que a grande vantagem dessa placa NodeMCU é que ela funciona como se fosse um Arduino. Você conecta o cabo USB, e com a IDE Arduino você carrega seus programas na placa. Nem precisa pressionar os botões !

Obrigado pelas informações pessoal, acabei encontrando o problema, um mal contato no plug da bateria, acabou por não dar a carga completa na bateria, o que ocasionou o tempo reduzido de funcionamento. Agora em carga completa a duração foi de 30 minutos (não esperei mais tempo) mas duraria mais tranquilamente.

RSS

© 2021   Criado por Marcelo Rodrigues.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço