Pessoal,

Estou tentando alimentar o Phantom 3 com uma fonte externa DC e usar a bateria só como backup. Como a bateria do P3 é inteligente e envia dados criptografados para evitar o hack, preciso mantê-la conectada junto com a fonte externa DC, descartando a comutação com relé. Pensei em usar o circuito tradicional com diodos, será que vai ter problema com a placa que gerencia a carga da bateria?

Exibições: 69

Responder esta

Respostas a este tópico

Olá.

   A resposta correta é: Isso nunca deve ser feito. A bateria é um item crítico, pode explodir, o drone é um item critico, por ter um rotor em alta rotação sobre cabeças e por ser caro.

   Qualquer coisa que vc faça é preciso entender que está sob sua responsabilidade, não poderíamos falar "vai dar certo".

   Mas... 

   Para ajudar caso vc queira assumir os riscos, melhor conhecer bem eles, principalmente ligados a bateria. O maior risco é a sobrecarga. Todo aparelho moderno tem um circuito que mede a corrente, tensão e temperatura da bateria, isso faz com que o ponto ideal de desligar o carregador seja encontrado. Desligar é a função mais importante. Se falhar pode causar explosão.

   Acredito ainda que o fabricante colocou mais circuitos e códigos para segurança dele e sua, dele para não perder a venda de baterias originais e evitar processos (perda do drone por baterias falsas).

   A chance maior é que o drone acuse erro ao ser alimentado por algo diferente do que está esperando, mas caso não aconteça é tecnicamente possível fazer, com muito cuidado.

   Antes de mais nada entendo que sob a ventilação de um voo e tensão/corrente com ruído de 4 motores é difícil/impossível medir precisamente os parametros para carregar a bateria. Então o ideal seria não carregar mesmo (como vc disse).

   Um circuito clássico de redundância de alimentação seriam 2 diodos:
https://labdegaragem.com/forum/topics/alimenta-o-5v-externa-com-usb...

   

   Se entendi vc quer o drone para voar.. ou seja: Iria levar um fio até ele para alimentar. Se for isso mesmo é preciso considerar o peso do fio e a perda no fio. Certamente precisará de um fio fino (leve) e quanto mais fino maiores as perdas. Fazer a devida compensação dessa perda (mandando tensão maior) é importante. Acredito que a forma mais simples seria enviar sempre mais tensão (12V/24V ?) e lá no drone fazer a regulagem para a tensão desejada (3.6V/7.2V ?). Isso precisa ser feito por um regulador chaveado para não esquentar pq a corrente é certamente grande.

   Enfim, acho que e´ que dá pra dizer tentando ajudar, na duvida não faça, seria o mais recomendado.

Boa noite, 

Qual seria o seu objetivo em conectar um aparelho que voa numa fonte fixa? 

Não recomendo de forma alguma. Como o Eduardo comentou, as baterias de LiPO (Phantom) exigem cuidados especiais. E o mau uso poderá acarretar acidentes. 

A corrente de pico do Drone é bem alta, quando está em vôo. 

Se quiser saber mais sobre o Drone Phantom:

https://labdegaragem.com/forum/topics/dji-phantom-2-quadricoptero

https://labdegaragem.com/forum/topics/dji-phantom-2-quadricoptero?i...

Sobre a bateria::

https://labdegaragem.com/forum/topics/dji-phantom-2-quadricoptero?i...

Sobre a utilidade, não tenho ideia da dele, mas já ouvi queixas de pessoas que fazem coberturas jornalísticas. Imagina vc acompanhando um sequestro e justo na hora que precisa baixar o drone para troca de bateria acontece o desfecho ? Para esses casos as vezes subir 10m já atende plenamente a necessidade.

Para uso recreativo não faz nenhum sentido, perde completamente a magia. Mas, para uso profissional cada caso é um caso, pode ser interessante.

Bom dia Eduardo, 

Não dá para usar um Drone com um cabo de 10 m. 

Tem que ter baterias de reserva. 

RSS

© 2023   Criado por Marcelo Rodrigues.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço