Olá a todos.

Fiz a seguinte ligação:

É um circuito muito simples. Basicamente ele gera uma frequência "X", ao qual conecto a base do BC337 para gerar o som em um speaker de computador.

Obs- é usado desta forma, pois talvez sejam usados 3+ speakers.

A grande questão é: Como posso fazer para que exista uma variação na frequência do som? Para que a frequência fique num loop (200...300...400.....1000......400...300...200hz /// exemplo) {como aos 2:14 deste vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=_Odx2dWJ9fo).

Obs- Não quero usar micro controlador, quero um projeto simples e barato. 

Obs2- Todos os sons de 2:07~2:24, do vídeo citado, são válidos.

Vi vários vídeos, mas todos só apresentavam o som similar a da ambulância (2 frequências), usando 2x 555.

Desde já, agradeço aos colegas.

Exibições: 355

Responder esta

Respostas a este tópico

Olá, Tiago!

   Faz uns 40 anos que não tenho mais contato com o 555 mas, se não me falha a memória, o pino 5 dele é usado para modular a frequência no caso do astável.

   Neste caso, você terá de excitar o pino 5 com um sinal de acordo com a forma com que você quer variar a frequência, com uma rampa para variação contínua ou uma função escada, para variação em degraus, apenas para citar 2 exemplos.

   Isto pode não ser tão "simples e barato", mas é uma possibilidade.

   Acho que na internet, onde você já mencionou ter procurado, tem muitos exemplos com esta abordagem.

   Procure por "modulação de frequência no 555" ou "usando o pino de controle do 555".


Sorte e sucesso!

D. T. Ribeiro.

Bom dia.

Porque não usar um microntrolador?

Se usar um Attiny85, que custa por volta de uns R$ 18,00, fica fácil de fazer o que vc quer 

e não precisa de componentes externos.

Se usar o LM555, vai precisar de  usar pelo menos mais algum CI e vários componentes externos, 

e é complexo fazer um oscilador com frequência variável automática.

RV mineirin

Concordo 100%!

Também sou totalmente favorável ao uso de um microntrolador. Eles vieram para facilitar, sem sombra de duvidas.

Existem ao menos 2 caminhos:

- Vc fazer com rotinas, um conjunto de if()s, for()s e tone()s que gerem o que vc quer;

- Usar som digitalizado e uma biblioteca que toque, algo como:

https://www.instructables.com/Playing-Wave-file-using-arduino/

Ainda, pra não falar que não falei, existem integrados que geram isso diretamente.

ex:

https://www.youtube.com/watch?v=GoTZiSulc7Y

Antigamente se tinha mais opções dos chamados integrados gravadores de voz, como os:

ISD1820

Também os saudosos holtek, que eram os integrados que faziam a alegria das crianças naqueles pianinhos com sons de animais.

https://www.youtube.com/watch?v=vHIZc15IrtA

Chaveirinho de sons:

https://www.youtube.com/watch?v=CO1aC7aJUN8

Cartão musical:

https://www.youtube.com/watch?v=5kq_iMUqPOo

Mas parecem que descontinuaram.

Pra usar vc também teria que comprar um gravador deles.

Olá  D. T. Ribeiromineirin RV, Curti Esse Lado Seu Otimista e Eduardo

Li os todos os comentários.

Inicialmente gostaria de informar que foi possível fazer o circuito com 2x 555. Para isso, usei essas duas referências:

https://www.youtube.com/watch?v=O3lhQozI27I

https://www.youtube.com/watch?v=DTkzoDW1fjg&t=293s

Depois disso, adaptei da seguinte forma:

o 555 da esquerda, é responsável por produzir "corte" no som, e produzir uma onda triangular (para conectar ao pino 5 do 555 "B"). o Trimpot faz o ajuste fino dessa frequência.

o 555 da direita (B), é responsável pela emissão do som. o Trimpot é responsável por ajuste na frequência base da saída do som para os falantes.

Na teoria, funcionou muito bem. Na prática, nem tanto.

1- Eu não consegui um capacitor de 10nf para o pino 5 do 555 da esquerda

2- com vários capacitores entre VCC/GND, a variação da tensão para modulação, era muito melhor.

3- Existiu um problema na curva do som. Isto é: Ele deveria ir do nivel mais baixo, ao mais alto, e depois voltar para o mais baixo, mas, na prática, ele ficou "assim": 1..2..3.4..5..6..7..8..7..6..7..8..9..10..9..8..7..6..5..4..3...2..1......

4- minha opinião pode está conturbada devido as longas e longas horas ouvindo frequencias de 900~3000hz, o que me deixou bem irritado, mas eu tive a sensação que, após o trimpot, o som ficou mais sujo.

A grande vantagem em usar a dupla de 555+componentes, está no custo total. Tanto os integrados quanto os componentes, são muito baratos. Eu imagino um custo total em torno de 3 reais, no máximo.

A grande desvantagem, é que não será tão simples montar tudo em uma plaquinha universal (aquela com furinhos). Visualmente, seria um caos. Então seria necessário confeccionar uma PCB. Mas levando em consideração que:

- Não tem fabricante em minha região

- o frete da JLCPCB não é dos mais simpáticos

- O valor da placa de fenolite (china) + percloreto de ferro (ok.. o percloreto dura uma eternidade)

Eu estimo que o valor de cada unidade, provavelmente, será superior a 3 reais.

E ai entra a grande questão. Um esp01 custa até 8 reais. Adiciona uma placa furadinha apenas com os transistores, fim.

Eu teria um aumento de 2~4 reais no custo total, mas provavelmente a carga de trabalho será bem menor.

RV: Pesquisei preços do Atiny, mas estavam com valor superior a 15 reais.

Esse é um projeto comercial (sim, excessivamente simples, mas é comercial). Estou me desdobrando, pois em 6 meses, eu precisarei comprar muitas fraudas. 

Olá Tiago!

   Parabéns pelo herdeiro ou herdeira que vem aí!

   Agora eu entendi porque você está tão empenhado na parte comercial do projeto!  :-)

   E parabéns também pela perseverança! Não se assuste com as dificuldades, pois são elas que nos ensinam e nos tornam mais "duros na queda".

   Parte dos problemas que você deve estar enfrentando, você mesmo já apontou a solução, quando disse que colocando capacitores entre VCC e GND melhorou. Grande parte dos problemas que enfrentamos em projetos eletrônicos vem da fonte de alimentação. Aliás, se você usar alimentação da rede elétrica no produto, prepare-se para uma nova batalha campal. A fonte pode ser boa, barata e fácil de fazer. Escolha duas.

   Se usar baterias, o problema não será tão grave.

   O capacitor para o pino 5 do primeiro 555 pode ser um valor mais alto, 47 nF, 100 nF etc., pois visa apenas dessensibilizar aquela entrada do 555 contra ruído, não tendo função na temporização.

   Outra melhora vai acontecer quando você colocar o circuito em uma PCB com um layout cuidadoso, o que melhorará sobremaneira a interferência e o ruído.

   A questão da modulação de frequência não ser exatamente linear, acredito que se deva ao fato da "rampa" não ser perfeita, apresentar distorções. Na verdade você está usando uma curva de carga de um capacitor, que é uma exponencial e não uma rampa real.

   Se você puder usar um osciloscópio para ver este sinal, poderá constatar isto.

   Sorte e sucesso!

D. T. Ribeiro.

Olá  D. T. Ribeiro

Obrigado pelas felicitações (eu estou um pouco preocupado. mas ok).

Sobre a fonte de alimentação. Estou utilizando uma fonte de 9v 1.5A (na rede 127v de minha residência) com um stepdown (LM2596) para 5V, mas meu objetivo é utilizar 1x litio (18650) com um stepup para 5v.

Sobre o pino 5 do primeiro 555, agradeço a informação. Irei adicionar um capacitor de 100nf. No momento tenho de ceramica e poliester, mas acho que darei prioridade ao de ceramica, pois é bem pequeno.

Sobre a PCB, eu não pretendo fabrica-la em casa, e também não existe nenhuma empresa próxima que faça (e se tivesse, eu não faria). 

O que estou produzindo é um protótipo. Depois irei apresentar e receber o feedback. Sendo positivo, fabricarei 10 ou 20 (a depender do resultado final), para tentar comercializar direto com o usuário final (sim, irei fazer a carcaça também).

Sobre osciloscópio, eu não tenho. Pensei em comprar um simples pelo aliexpress, só para ter uma ferramenta "quebra-galho", mas não tinha tido muita necessidade até o momento.

Caso eu esteja enganado, ou tenha me passado em algo, por favor, não economizem palavras.

Sei que o Esp01 só tem 3 GPIO.

1 seria para a frequência, 2 seriam para ajustes da frequência.

Achei 1 coisa que o arduino uno r3 é melhor que o esp32. o "Tone()"

as funções de LedC, são péssimas. Ao mudar a frequencia, é muito perceptível a mudança do som. E se fizer uma variação baixa (1hz), vc ouve um estalo a cada nova mudança (ou quase). É péssimo.

A alternativa está sendo usar a interrupção. Evidentemente, não é a melhor das estratégias.

Anexos

O ESP32 tem 2 cores.

Será que usar um só pra gerar o som não pode ser uma saída ?

Realmente ele tem muita coisa, acaba se perdendo dentro das rotinas de suporte as bibliotecas as vezes e se perde no tempo.

https://randomnerdtutorials.com/esp32-dual-core-arduino-ide/

Olá Eduardo.

Honestamente, eu não acredito, pois não tinha nenhum código além das chamadas das funções do LedC. Mas posso ta enganado.

RSS

© 2024   Criado por Marcelo Rodrigues.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço