Pesquisadores da Universidade de Stanford Criaram Circuitos Complexos Utilizando Nanotubos

Pesquisadore da Universidade de Stanford criaram um dos mais complexos circuitos a partir de nanotubos de carbono até o momento. Na semana passada, eles apresentaram um robô com uma simples mão na Conferência Internacional de Circuitos de Estado Sólido, que foi  realizada em São Francisco.

Já que os transistores de silício vem atingindo seu limites físicos de miniaturização, a indústria de semicondutores está de olho em alternartivas, e uma das mais promissoras são os nanotubos de caborno. Minúsculos transistores feitos a partir desses nanomateriais são mais rápidos e mais eficientes do que os de silício. Mas tem sido difícil transformar transistores individuais em circuitos complexos.

A demonstração do circuito de nanotubos de carbono converte um sinal analógico a partir de um capacitor de um mesmo tipo de sensor de toque encontrado em muitas telas, em um sinal digital que é compreedido por um microprocessador. Os pesquisadores de Stanford montaram uma mão robótica com esse sensor capacitivo em sua palma. Quando alguém aperta a mão, aciona o sensor, e o circuito de nanotubos envia um sinal para o computador, que ativa um motor na mão do robô, fazendo-a mover para cima e para baixo, retribuindo o aperto de mão.

O circuito de nanotubos é ainda relativamente lento, mas o trabalho é uma importante demonstração experimental do potencial dos nanotubos de carbono.

Para Mais Informações, acesse: MIT Technology Review

Exibições: 593

Comentar

Você precisa ser um membro de Laboratorio de Garagem (arduino, eletrônica, robotica, hacking) para adicionar comentários!

Entrar em Laboratorio de Garagem (arduino, eletrônica, robotica, hacking)

Comentário de monikcosta em 15 março 2013 às 15:43

Gostaria de saber como este circuito de nanotubos é criado fisicamente.

Destaques

Registre-se no
Lab de Garagem
Clicando aqui

Convide um
amigo para fazer
parte

curso gratis de arduino

© 2020   Criado por Marcelo Rodrigues.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço