Plástico regressa ao petróleo de onde veio.

Tenho certeza que todos irão achar isto fascinante!!

Trata-se apenas um caso de engenho japonês e perseverança.
Ainda bem que há sempre alguém que consegue inventar algo que ajuda a reparar o que estragamos.

O som é todo em japonês.

Basta ler as legendas e assistir.


Exibições: 164

Comentar

Você precisa ser um membro de Laboratorio de Garagem (arduino, eletrônica, robotica, hacking) para adicionar comentários!

Entrar em Laboratorio de Garagem (arduino, eletrônica, robotica, hacking)

Comentário de MASAHIKO YAMADA em 16 fevereiro 2011 às 9:45

Algumas informações a respeito da invenção:

Modelos fabricados pela empresa: Be-ha,  B120 e B240, além de equipamentos para refino de óleo.

O modelo visto no video é o Be-ha, tem consumo de 1Kw/h  em 100v/14A com capacidade de 1kg para um ciclo.

Para os modelos B120 capacidade de 5kg e B240 até 10kg.

O modelo Be-ha rende (segundo o fabricante):

1kg de plástico (experimento com plastico tipo caixa de DVD ou fita VHS)

*Produção:808g(1010ml)

*Rendimento:80.8%

*Residuo:107g

Preço em torno de 3 milhões de ienes ( 60 mil Reais ), não considerando os impostos incidentes.

Modelo de 3kg por ciclo, custa 8,5 milhões de ienes (uso em escolas e empresas).

Alguém tem interesse em comprar?

 

 

Comentário de Julio Daguis em 1 fevereiro 2011 às 8:51
digamos que isso deveria desembarcar aqui no Brasil, seria muito bem vindo....
Comentário de Rubens de Andrade Neto em 31 janeiro 2011 às 16:32
Já tinha visto em algum lugar antes isso.
Acho que talvez seja uma espécie de microondas, com a freqüência otimizada para isso.
Comentário de Francis David Donato Pereira em 31 janeiro 2011 às 16:05

Cade os membros do grupo Quimica para comentar o processo ?!

Tomara que a tecnologia ganhe o mercado.

Comentário de Caio Átila em 31 janeiro 2011 às 15:59
tecnologia fantástica!

Destaques

Registre-se no
Lab de Garagem
Clicando aqui

Convide um
amigo para fazer
parte

curso gratis de arduino

© 2019   Criado por Marcelo Rodrigues.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço