CNC Controle Numérico Computadorizado

Informação

CNC Controle Numérico Computadorizado

Local: São Paulo
Membros: 99
Última atividade: 17 Jul

Fórum de discussão

Projeto Pandora Open CNC - CNC para todos!

Iniciado por Paulo Bubolz. Última resposta de Flavio Andrade 31 Jul, 2014. 16 Respostas

Projeto encerrado!Continuar

Tags: Mach3, EMC2, Artcam, Aspire, Fresa

Gerando G-code no PyCam

Iniciado por Marcelo Rodrigues. Última resposta de Eduardo Perdomo 8 Jul, 2012. 1 Resposta

Pessoal, Alguém tem experiência com a geração de G-codes? Estou usando o PyCam (porque é free, open e roda no Ubuntu). Um objeto de mais ou menos 45x45x15mm para fresar em 15 camadas de 1mm está…Continuar

Tags: cnc, fresadora, pycam, g-code

Configurando o EMC2 , para a porta paralela.

Iniciado por Enio Benatti 23 Fev, 2012. 0 Respostas

Para que o EMC2 possa acionar os drivers dos steppers corretamente , é necessário configura-lo de modo que os sinais por ele gerados bata com a pinagem da interface conectada na(s) porta(s)…Continuar

PROGRAMA GERADOR DE G-CODES

Iniciado por Enio Benatti 23 Abr, 2011. 0 Respostas

Não é totalmente free , demo funciona para 40 projetose depois se auto limita a g-codes de 500 linhas , parece interessante.http://www.cambam.info/Continuar

Caixa de Recados

Comentar

Você precisa ser um membro de CNC Controle Numérico Computadorizado para adicionar comentários!

Comentário de Enio Benatti em 13 junho 2012 às 17:36

Euclides , 

Vc não precisa de uma RepRap para ver como eles fizeram as coisas , no site deles http://reprap.org/wiki/MendelMax tem tudo , todos os desenhos , vc pode baixar todos os esquemas , todo o software , tem filmes , tutoriais , tuuuudo !

Vai lá agora !

Comentário de Enio Benatti em 13 junho 2012 às 17:30

O L297 é um chip totalmente obsoleto , tem muita coisa melhor no mercado que custa bem menos e faz bem mais.

Por exemplo , hoje existe uma técnica chamada micro-step , onde o controlador ( chopper ) não driva só os valores nominais máximos das bobinas do stepper , mas coloca também valores intermediarios , calculados a partir de seno e cosseno , de modo a permitir micro-steps de 1/2 , 1/4 , 1/8 e 1/16 do step original , com o mesmo motor.

Com isso o seu motor de 2A 4V e 200 passos/volta passa a ter até 200X16 =3200 passos/volta , aumenta em muito a precisão de posicionamento , e durante as corridas , como a corrente fica dividida em passos menores , ele não vibra tanto , proporcionando um acionamento suave e silencioso.

O L297 é mesmo da idade da pedra , só proporciona passo inteiro e meio passo , o motor fica com menor precisão e ronca que nem um avião (e ainda é mais caro ! he he he ). 

De uma olhada nestes caras , estou fazendo o meu chopper com um chip deles , vai drivar 3A , com microsteps de 1/16 de passo nominal.

A desvantagem do microstep , é que o processador tem que enviar mais pulsos ( 16 ) para cada step completo ,por isso necessitamos de um processador ainda mais potente , coitadinho , do arduino !

Mas o resultado é surpreendente , e muuuito compensador , vc tem muito maior precisão , velocidade , suavidade e SILENCIO !

Abração.

Comentário de Euclides Franco de Rezende em 13 junho 2012 às 15:53

Estou de olho na RepRap, não vejo a hora de poder dispor de uma para poder ver como eles fizeram as coisas. Aprende-se tambem vendo e ouvindo o que os outros fizeram, lógico. Num site de CNC tem um cara que "desceu o sarrafo" na CNC3AX, mas não explicou exatamente quais eram os problemas desta placa. Alem do L297 (Comprei um ontem por R$ 19,90...caro pra burro!!!!), vc. chegou a montar placas com quais chips? Outros podem "dar" passos de 1/10...1/16...qual é a real vantagem disso? É uma questão de tolerância que o posicionamento dos eixos podem ter? 1/16 é pouco em termos de precisão, se não houver redução nos acionamentos. Eu acho...

Comentário de Enio Benatti em 13 junho 2012 às 14:17

Eu não disse para comprar pronto , só que quando tem tanta coisa que deve ser feita , que vc pode levar o resto da vida fazendo e não chegar lá , he he he.

Os caras da RepRap já gastaram muitos neuronios quebrando a cara para nós , estudar o que eles fizeram , é instrutivo e nos tira dos caminhos errados , que muitas vezes seguimos , até cair a ficha e começar de novo no caminho certo.

Eu recomendo também , baixar e instalar o EMC2 num micro velho , e estudar seu funcionamento ( ele tem manuais EXCELENTES ) que explicam detalhadamente TUDO , e me foi de grande valia mara entender como a coisa toda funciona.

Comentário de Enio Benatti em 13 junho 2012 às 14:07

O L297  tem sim um pino de sincronismo , mas é só para sincronizar o clock interno , ou seja , usar o mesmo oscilador para que os transistores do chopper trabalhem em sincronismo , mesmo em eixos distintos , ele NÂO faz o sincronismo dos eixos X,Y,Z por "magica" , para fazer as interpolações.

O responsável por determinar o instante exato de quando cada eixo deve se mover é o software , rodando no Arduino !

Ficou alguma duvida quanto a isso ?

Abração.

Enio.

Comentário de Euclides Franco de Rezende em 13 junho 2012 às 13:50

Enio. Vc. é o cara que cabe certinho naquela frase: "Eu não disse...?"...rsrsrsrs...(isso não foi uma expressão negativa)...leia a seguir.

Eu entendo tudo que vc. disse. Concordo com tudo, mas eu quero "dar umas experimentadas" tambem...acertar de primeira é muito chato e tira o gosto da "vitória". É lógico que quero ter uma controladora "Imbatível". Mas se comprar pronta, vou ficar com aquele gosto de "playboy" que tem uma Ferrari, Vai as festas com "Atrizes Globais", passeia na "Zoropa", passa as noites no castelo da revista "Caras" e...tudo ganho de herança do "papai"...tem graça isso?????

99,999% do povo pode achar...eu não acho, eu gosto de queimar o dedo no ferro de solda, sentir que "algo esta queimando", descobrir que depois de horas e horas...não é "bem assim que esse troço funciona"...e por aí vai...

Depois de muito quebrar a cara (como vc. parece que quebrou) poder "entender de cátedra" como vc. entende. E não de "houvi dizer", como se percebe em certos lugares da internet. Comprar pronto, tambem não dá ($$$$), quero estudar muitos detalhes e fazer algumas experiências, e aí tem que ser devagar me$mo. Agradeço muito todas as explicações feitas até agora. Depois de algumas experiências volto aqui pra gente discutir novamente. Obrigadão por enquanto.

Comentário de Enio Benatti em 13 junho 2012 às 13:27

Exatamente !
O problema é determinar o instante exato de emitir o sinal de passo em cada eixo , e deve ser feito com uma resolução de alguns microssegundos , no minimo , se vc pretende obter velocidade e precisão !

Quanto ao sincronismo entre os eixos É O FIRMWARE NO ARDUINO que é responsável por isso , nenhum chip burro vai fazer essa mágica !
Para fazer isso , o Arduíno deve calcular a trajetória e a posição x,y,z em cada eixo em função do tempo , calcular as acelerações e desacelerações permitidas em cada eixo , algoritmos PID para o controle preciso , sincronizar e temporizar tudo , tudo dentro de 50us , pois a cada 50 us ele tem que decidir para cada eixo , se solta mais um pulso ou não , caiu a ficha ?
Vc também pode dizer , dane-se não vou sincronizar os eixos , aí tudo bem vai funcionar para algumas aplicações , mas não vai fazer movimentos com interpolação linear nem circular com velocidade e precisão , e não vai atender toda a linguagem do cogido G , só movimentos tipo g00.
Se vc implementar interpolação linear (g01) e circular(g02) , vai ficar uma tartaruga ! De uma olhada nos G-codes para entender melhor o que estou dizendo
O EMC2 num PC , do jeito que está , já pode ser usado em aplicações profissionais com grande performance . Se vc usar mais placas de interface paralela (até 3) para usar servo motores e encoders no lugar dos steppers , seu CNC vai bater pau a pau com os profissionais , que custam centenas de milhares de reais.
Uma opção é rodar parte do EMC2 num processador mais poderoso , como um PIC24 , ou PIC32 , aí sim , vejo luz no fim do túnel.
Fazer com o Arduíno , vai dar o mesmo trabalho , e vai ficar com performance de brinquedo , que não é meu objetivo.
O LdG já tem a Impressora 3D com um com arduino que funciona assim , e já está pronto , é so ligar e usar.
Vc também pode usar o Hardware e Firmware da RapRep , já está tudo pronto , funciona com arduino , mas eles também tem uma versão com melhor performance , que usa o sanguino ( um Arduíno mais parrudo , prova que o arduino comum não atende ).
Vale a pena estudar mais a fundo o assunto antes de começar a fabricar as coisas , eu mesmo , no inicio quebrei a cara , fiz varias placas de controle que até funcionaram , mas com uma performance inaceitável e com grande consumo de energia.
Só depois de estudar muito é que começou a cair a ficha , de como era complexo o que eu queria fazer.
De uma olhada no site da RepRap , vale a pena , e vc pode fazer o download completo de tudo , firmware , desenhos do hardware , inclusive das partes mecanicas.
Abração.
Enio

Comentário de A em 13 junho 2012 às 12:43

-"Minha preocupação é o sincronismo entre os eixos, uma vez que parece que um dos L297 é que comanda os outros neste quesito."

 

O pino de sincronismo pode ser usado interligando os eixos, mas não é obrigatório.

Ele acaba sendo usual em drivers com mais de dois eixos numa mesma placa.

Mas tem soluções em que os L297 não precisam ser sincronizados, como nos drives modulares que uso.

Outra coisa, se sua preocupação é com o mercado, o lance atual indica as reprap como o caminho, e elas precisam de velocidade.

Mesmo as fresadoras cnc exigem isso.

Será que esse emaranhado de placas irterligadas que pretende usar não será um baita gargalo para isso?

Eu também sou da opinião que o arduino serve pra muita coisa, mas não pra tudo. 

Abraços

Comentário de Euclides Franco de Rezende em 13 junho 2012 às 11:20

O Arduino passará (na segunda fase) somente o sinal de passo (clock - Pino 18 do L297) e o sentido de rotação (Pino 17, se não estou enganado), Lembre-se ele não processará os comandos ele só os distribuirá entre os shields. eu não estou vendo a impossibilidade disso. Embora vc. me deu uma idéia agora: Criar um conector a mais que possa ser ligada a uma concentradora mais rápida, quando o Arduino "não der conta do recado". Minha preocupação é o sincronismo entre os eixos, uma vez que parece que um dos L297 é que comanda os outros neste quesito. Vamos "abrindo as nuvens"...obrigado.

Comentário de Enio Benatti em 13 junho 2012 às 10:54
Euclides , o MAIOR problema a ser resolvido não é o shield , mas o calculo do instante de mudar o passo , que num PC é feito por um Pentium , rodando a 1500 MHz , que aciona em nanossegundos a porta de I/O (paralela) que responde também em nanossegundos. Mesmo assim , os criadores do EMC2 recomendam processadores com um mínimo de 1GHz para uma boa performance . Como é que vc vai fazer para que esta tarefa de gigante Seja executada pelo coitadinho do Arduino ?
 

Membros (99)

 
 
 

Destaques

Registre-se no
Lab de Garagem
Clicando aqui

Convide um
amigo para fazer
parte

curso gratis de arduino

© 2017   Criado por Marcelo Rodrigues.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço