O aeromodelismo é realmente uma atividade sensacional , hoje em dia é um universo vasto , com muitas areas distintas , muitas vezes desconhecidas até mesmo por aeromodelistas experientes.

Tem uma aplicação muito legal e pratica para um drone , que é a prospecção termica atmosferica para construção de tepigramas para serem usados em voos de planadores,asas delta e parapentes.

Precisamos de um drone capaz de medir a temperatuta do ar a intervalos de 50m até a altura de 3000m , retornar para a base e disponibilizar os dados para a construção do tepigrama.

De posse do tepigrama , os pilotos podem saber o horario ideal para decolar , e a que altitude poderão se manter no ar , baseado nas termicas. Dá até para saber se vai ter nuvens , chuva , etc.

Hoje em dia , usa-se dados de previsões , ou se faz a medição até altas altitudes com balão atmosferico, o problema é que normalmente se perde o balão , que não volta para a base , os dados são transmitidor por radio.

Se quiserem saber mais , veja a palestra do Galvão no You tube (são 9 partes).

parte1

parte2

parte3

parte4

parte5

parte6 , tepigramas

parte7 , expansão adiabatica , condensação , gradientes.

parte8 previsões de termicas , a partir do tepigrama

parte9 , final

Exibições: 363

Respostas a este tópico

Estou disponivel para cooperar com a eletronica embarcada.

Sugestao de inspiracao: projetos Ardupilot e Arducopter ( ver no Google ).

Sds,

-SR

Sergio,

tenho um aeromodelo quase pronto , que poderia ser usado no projeto.

Só falta terminar de pintar e instalar os radios (ainda nem comprei os radios) ,

mas já tem motor (1HP a 15000RPM super tigre G60 , 10 cc).

Acho que um aeromodelo de asa fixa mais apropriado (o piloto automático pode ser mais simples).

Lembre-se que ele vai ter que subir até 3 a 4 km de altura , e vai ficar fora de alcance do radio controle.

Abração

Enio.

Olá Enio,

 

Interessante. Entendo que eu poderia contribuir no piloto automático e na telemetria, certo? Você poderia fixar os critérios e condicionantes que o sistema de controle deveria ter? Vou "chutar" alguns exemplos hipotéticos:

 

- o sistema de controle deverá ser capaz de acionar xx motores através de interfaces do tipo PWM;

- o sistema de controle deverá ser capaz de ler sensores de velocidade (pitot), pressão, altitute, aceleração e gyro;

- o sistema de controle deverá ser capaz de controlar velocidade, aceleração, altitude e direção;

- o sistema de controle deverá ser capaz de assumir o controle do aeromodelo (piloto automático) após a decolagem manual operada por um ser humano, seguir um plano de vôo pré-definido, e ao final da missão trazer o aeromodelo de volta para uma aterrisagem manual operada por um ser humano; 

- etc, etc.

 

[Enio, começou a dar frio na barriga só de escrever esses objetivos hipotéticos... Acho que precisaremos da cooperação de alguém da área de engenharia aeronáutica, a não ser que você domine esse assunto. Ou então fixar objetivos bem mais simplórios]

 

Abraço,

 

-SR

Gostei do frio na barriga !

Significa que quando estiver funcionando vai ser mesmo muuuuito legal.

Não sou engenheiro aeronautico (formado) sou engenheiro eletrônico , mas conheço bem os sistemas de controle de aeronaves , pois trabalhei na FAB como técnico de manutenção de radares e transponders por 5 anos , e depois mais 12 anos com instrumentação de vôo e em sistemas de piloto automatico de aeronaves particulares , incluindo pequenos jatos (aqui no campo de marte). Na época , eramos considerados a melhor oficina de manutenção de avionicos do Brasil.

Também sou piloto de planador , com mais de 200 horas de voo.

Meu hobby com aeromodelos , começou ainda na infancia , mas sempre gostei de fazer os bichinhos voarem.

Hoje em dia , com a extrema miniaturização da eletrônica em geral , e principalmente dos sensores , como acelerometros e giroscopios , é perfeitamente factivel fazer o tal aeromodelo autonomo , e acho que vale a pena tentar fazer o projeto.

Minha experiencia com pilotos automaticos reais , pode nos ser muito util na definição do sistema.

Na aviação real , normalmente não há pilotos automáticos simples para helicópteros (os que existem são só para os grandões e custam uma fortuna ) devido à complexidade dinâmica do voo do helicoptero real. acho que é mais realista começar com um A/P simples para um aeromodelo de asa fixa.

Abração

Enio.

Maravilha então, excelente.

 

Como propõe que comecemos? Eu sugiro que tracemos algumas metas simples para iniciar. 

 

Ainda, eu precisaria saber todas as características da sua asa: quantos motores (acho que é um só, certo?), qual(is) o(s) tipo(s), qual a capacidade de payload para a eletrônica, etc.

 

Quanto ao piloto automático para helicópteros, dá só uma olhada no projeto Arducopter. O que aqueles caras fizeram é coisa espantosa. E baseado no bom e velho Arduino....

 

Abraço,

 

-SR

RSS

Destaques

Registre-se no
Lab de Garagem
Clicando aqui

Convide um
amigo para fazer
parte

curso gratis de arduino

© 2018   Criado por Marcelo Rodrigues.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço