Boa tarde, pessoal.

Fiz este site em janeiro de 2018 pra ser um buscador de componentes eletrônicos no Brasil.

Basicamente, coloca o nome do componente na busca, e clica em buscar.

Vcs podem me dar uma opinião sobre a utilidade deste site. O q deveria ter. O q deveria ser retirado. Etc.

Um abraço.

Exibições: 85

Responder esta

Respostas a este tópico

Bom dia, 

A ideia é boa. Talvez pudesse acrescentar mais lojas. 

O visual é bem simplista. Sugiro que aperfeiçoe-o mais. 

Boa sorte.

Boa tarde. Sim, pretendo acrescentar mais lojas.

Estou vendo também pra acrescentar mais recursos: um deles seria a pessoa colocar uma lista de componentes q quer comprar, e o site faz a cotação em diversas lojas online.

A ideia é o site fazer automaticamente o q hj muito de nós faz manualmente, visitando várias lojas.

Olá.

  Sinto que há espaço para isso no mercado. Um https://www.jacotei.com.br/ da eletrônica.

  Mas também entendo que é preciso que o sistema seja sustentável. Nossa espécie (eletrônicos) está seriamente ameaçada de extinção. Aqui em SP a rua Santa Efigênia é um termômetro disso. As maiores lojas de componentes (Filcril, Filcres, laboratoriodegaragem (sim, esse site já foi uma loja (online, não fisica) também, perdeu a guerra para os chineses), por ex) fecharam. Ainda existem boas lojas mas elas lutam com muita dificuldade. Até 3 ameaças de desapropriação para demolição já tiveram. Acredito que um diálogo com elas criando um portal de venda sustentável (onde todos ganham $$$) seria muito melhor que um catálogo eletrônico sem verba para se sustentar. Isso falando de lojas físicas. Fora os sites.

   Pode parecer que os eletrônicos estão indo cada vez mais longe, cada vez melhor, cada vez mais inteligente mas.... Na minha opinião é uma visão superficial. Cada vez vejo TCCs mais simples, com menos linhas autorais (sem google), menos ciência e mais bibliotecas. Enfim, não é o ponto do post.

   Minha sugestão seria entrar em contato com os grandes fornecedores de componentes e propor um modelo de negócio viável que possibilite vantagens para o comprador, para o vendedor e para vc. Que sejam anúncios mas que fomentem o negócio facilitando a vida de pessoas e trazendo renda para todos, não apenas acirrando uma guerra de preços. A comparação direta entre componentes sem considerar o volume, fabricante, origem (se é sucata ou novo), se pagou impostos, falsificações, etc acaba prejudicando demasiadamente quem trabalha "certinho". 

  Ainda, definir se será um site para hobbista, manutenção ou profissional. As lojas tem perfil diferente. Ex:

Hobbista: Acha tudo caro sem nem saber o que é, precisa de atenção pq não sabe direito o que comprar, busca preço, exige preço, nunca compraria mais caro, o preço é como um item de competição pra ele. Não se importa de esperar 3 meses para chegar um componente. O que importa é preço e novidades. Compra de 1 a 3 de cada coisa, não importa se custa 80,00 ou 0,0008. Compra 1 a 3. As vezes 5. Não estoca. Antigamente estocava sucata, agora nem isso.

Manutenção: Precisa de coisas raras. Coisas que mal dá pra entender o código. Um simples diodo pode se tornar uma aventura. Compra pouco, uma peça. Menos sensível a preço, super sensível a prazo. Tempo é dinheiro.

Profissional: Compra quantidade. Não gosta de embalagens abertas. Escolhe múltiplos de caixas, réguas. Consegue milagres em termos de preço e joga um fornecedor contra o outro fazendo um leilão e conseguindo baixar os preços nem sempre falando verdades. Tem uma agenda pequena. Quando telefona (sim, agem por telefone) para um fornecedor quer falar sempre com o vendedor que atende ele. Não busca em sites brasileiros. Só se interessa por sites se for internacional (Habita outra dimensão de sites), tem amigos chineses que mandam coisas pra ele, já visitou a China a convite de alguma empresa de lá. O comprador brasileiro na China é uma figura... Não cabe nesse post falar deles, totalmente off topic, mas um resumo: 1) 400 palavrões por frase 2) querem somente preço .Dane-se a qualidade, etica, segurança, moral, bons costumes, inteligencia e lógica. A esperteza é tudo. 

Entendo que falar sobre sites de componentes é contra os Termos de serviço. Por isso foquei no comercio em loja física. Mas os sites são similares, a maioria carece de mais divulgação. Acabam vendendo mais pelo mercadolivre, acho. Não vou citar exemplos, mas seria bem legal podermos trocar figurinhas sobre eles.

Ref:

Sobre as desapropriações da Sta Efigenia:
http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2011/02/comerciantes-temem-fi...

http://netleland.net/tag/maharishi-sao-paulo-tower

https://www.redebrasilatual.com.br/cidades/2011/08/tj-sp-julga-desa...

http://www.backstage.com.br/newsite/ed_ant/materias/178/Santa%20Ifi...

Vc captou bem a ideia do site ser um jacotei da eletrônica.

A ideia pra sustentar é uma parceria pra colocar a venda online produtos hj de lojas físicas.

Existe a opção de vender online pelo MercadoLivre mas acho um pouco fora do escopo da eletrônica. Hj um comerciante precisa de descrição técnica pra vender eletrônico é dá um pouco de trabalho pra uma pessoa q as vezes não é da área da eletrônica. Uma ideia é ter o produto tecnicamente apresentado, e o comerciante vai lá e dia q vende aquele item. O site já vai ter a descrição.

Outro ponto é q o mercado de eletrônicos é pequeno então o site seria um local único para vender os poucos eletrônicos do Brasil, facilitando a vida de quem busca por componentes específicos.

De início tenho tocado a ideia de um site pra hobbista mas pode evoluir. Tenho pouco tempo e faço tudo sozinho.

Sobre falar sobre sites ser contra os Termos de Serviço, eu digo q esse é um projeto pessoal. Q não tenho lucro, muito pelo contrário. E q estou aqui pedindo uma ajuda pra tocar o projeto relativo a eletrônica, buscando opinião de mercado, sem estar pontualmente no mérito técnico, código fonte, etc.

Gostei.pode ser bem útil.

Também espero q seja útil.

RSS

Destaques

Registre-se no
Lab de Garagem
Clicando aqui

Convide um
amigo para fazer
parte

curso gratis de arduino

© 2019   Criado por Marcelo Rodrigues.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço