Troca de experiecia em fabricação de circuito impresso

Ola a todos.

Minha primeira postagem aqui nesse forum,e gostaria de saber se estou no lugar certo para a troca de experiencias nas varias ténicas de fabricação de circuitos impressos

Exibições: 11091

Responder esta

Respostas a este tópico

Eu costumo fazer com a caneta de pcb, mas é complicado pois se você não tem dons artísticos extremos, é quase impossível fazer as trilhas bonitinhas e finas. Dai sempre sai grossas ou com problemas como "juntando" duas que não deveriam se juntar, dai eu tenho que com a esponja de aço (Aka Bombril, lol) apagar tudo e na maioria das vezes começar tudo de novo. 

Uma pergunta, eu tenho aqui em casa duas impressoras, mas elas são a laser, tem como fazer com elas, ou só com jato de tinta? (Eu li uma vez que era só com jato de tinta, dai nem procurei mais sobre o assunto, já que as daqui são a laser).

Marcos,

Quando desenhava placas com caneta, usava um estilete para modelismo X-ACTO (parece um bisturi) para apagar partes de linhas e corrigir pequenos erros. 

Quanto ao uso de impressoras Laser ou Jato de tinta, é preciso levar em conta o método usado:

Transferência térmica de toner - só dá certo com Laser, afinal é a única que usa toner como "tinta";

Fotogravação com tintas UV - os fotolitos podem ser impressos em Laser ou Jato de tinta, mas para Laser a transparência deve aguentar a temperatura da impressora laser, eu prefiro usar jato de tinta.

Abraço

Hmmm, eu uso uma agulha bem grossa que eu "emprestei" da minha mãe euhehuehehue. Funciona legal. Quando eu erro, para apagar bem legal, eu uso um palito de churrasco com um pedacinho de bombril na ponta. O problema é que após várias vezes apagando, ele borra tudo, ai tem que deixar a placa brilhando novamente, hehe. 

Um video da última placa que fiz na cnc.

Apesar da câmera ser péssima e o filme ter ficado bastante comprometido, dá pra ter uma visão geral.

Abraços

http://www.youtube.com/watch?v=wQ-n9INsZUw

Pessoal, seguem fotos do meu terceiro teste usando tinta foto sensível da Pcismart. Utilizei uma impressora jato de tinta com transparência para jato de tinta. Fiz uma exposição de 5 minutos na luz UV e ficou muuuuuito além do que eu esperava, com trilhar super finas.

Detalhe que a imagem deveria estar em negativo, mas essa placa eu achei no site do Fritzing em PDF, e resolvi imprimir assim mesmo apenas para realização dos testes.

Anexos

Presado José Carlos

Show de eletronica ! suas placas estão muito bem feitas.

Eu estou quebrando a cabeça fazendo umas placas, mas tá dando certo, por transferencia térmica.

Se eu for apanhar mais vou usar teu método..

Um grande abraço e boa sorte

Roberto

Olá amigos, 

     Lancei a algum tempo um tutorial ensinando uma nova técnica de "prototipação rapida" de placas PCB, utilizando papel alumínio, vocês não encontrarão muita coisa por ai, logo, fiz um tutorial.

     Desde que lancei o tutorial eu evolui muito o método, crio hoje placas com trilhas finissimas,logo, terei que em breve fazer um novo tutorial ensinando coisas como fazer dupla face.

     Sobre esse metodo eu o colocaria entre a transferencia termica e a por revelação UV,  sendo essa ultima a mais TOP mas tambem a mais demorada e talvez cara e  transferencia termica a mais rustica, ganhando apenas do desenho com caneta.

     Do tutorial que você irão ver no link abaixo, a principal evolução do método foi que descobri que Percloreto de ferro "dissolve" papel alumínio em menos de 30segundos.

     Logo, o que você teria a acrescentar no tutorial, é que hoje eu decalco o papel alumínio com a imagem impressa na fenolite, jogo no percloreto com tudo conforme o tutorial,  só que hoje eu deixo apenas o tempo de dissolver o papel aluminio,  o que é facil de verificar, pois quando você joga a fenolite com papel aluminio no percloreto ele gera uma reação agressiva que faz o percloreto borbulhar e emitir uma fumaça.

     Sendo assim, assim que a reação para de acontecer, coisa de mais ou menos uns 30 segundos,  eu retiro a placa, lavo ela na água e ai confiro o layout.

      Em 90% das vezes não é preciso correções, mesmo com trilhas muito finas.

      Observo tudo em uma lupa e se tiver tudo ok, retorno então a placa ao percloreto e a deixo dissolver o cobre até o final.

       Em resumo, se no metodo da transferencia termica, você tem que ficar um tempão esfregando para tirar os resquicios de papel que ficam grudados e geram falhas na placa,  aqui não tem isso,   se imprime o layout no papel aluminio, se decalca na placa, joga-se no percloreto pra ele dissolver o aluminio o que deixa somente o layout sobre o fenolite,  em seguida se observa com uma lupa se existem imperfeições,  não havendo é só mandar pra o banho de novo e tá pronto.

   Ah! outra coisa é que digo no tutorial que o processo é demorado,  depois descobri que era porque meu percloreto tava velho quando fiz o tutorial,  quando troquei o percloreto em menos de 10 minutos a placa tinha saido do computador e tava pronta na minha mesa sendo montada.

    Ou seja, pra apenas prototipar,  é o método mais rápido fácil e barato.

veja o link do topico aqui:

http://labdegaragem.com/forum/topics/bomba-tutorial-novo-metodo-exc...

Essa impressora resolve o problema de impressão direta no PCB. 

Olá companheiro

Sou o Roberto de Paula, estava fazendo circuitos impressos para prototipos com transferencia por impressão laser em transparências.
Corroi no percloreto de ferro e pronto.
Tem experiencias de outras pessoas aqui.
Este forum esta muito sem atividade e eu também estou comprando meus CI prontos mando fazer na Tec CI é meio caro ma profissional.

Boa sorte

Boa tarde , 

Este forum esta muito sem atividade ?

Boa noite a todos,

Minha contribuição,

é meio longo mais procurei detalhar todos os passos.

Espero que gostem

https://www.youtube.com/watch?v=DaQ3wDx-IeE&t=62s

RSS

Destaques

Registre-se no
Lab de Garagem
Clicando aqui

Convide um
amigo para fazer
parte

curso gratis de arduino

© 2017   Criado por Marcelo Rodrigues.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço