https://pt.wikipedia.org/wiki/Internet_das_coisas

"A Internet das Coisas (do inglês, Internet of Things, IoT) , é uma rede de objetos físicos, veículos, prédios e outros que possuem tecnologia embarcada, sensores e conexão com rede capaz de coletar e transmitir dados.

A Internet das Coisas emergiu dos avanços de várias áreas como sistemas  embarcados, microeletrônica, comunicação e sensoriamento. De fato, a IoT tem recebido bastante atenção tanto da academia quanto da indústria, devido ao seu potencial de uso nas mais diversas áreas das atividades humanas.

A Internet das Coisas, em poucas palavras, nada mais é que uma extensão da Internet atual, que proporciona aos objetos do dia-a-dia (quaisquer que sejam), mas com capacidade computacional e de comunicação, se conectarem à Internet. A conexão com a rede mundial de computadores viabilizará, primeiro, controlar remotamente os objetos e, segundo, permitir que os próprios objetos sejam acessados como provedores de serviços. Estas novas habilidades, dos objetos comuns, geram um grande número de oportunidades tanto no âmbito acadêmico quanto no industrial. Todavia, estas possibilidades apresentam riscos e acarretam amplos desafios técnicos e sociais. "

Internet das Coisas: da Teoria à Prática

http://homepages.dcc.ufmg.br/~mmvieira/cc/papers/internet-das-coisa...

Perguntas para os especialistas e desenvolvedores de IOT :

1)  Quais plataformas IOT já usou ?

2) Qual a plataforma IOT preferida ? Porque ?

Muito obrigado.

Gustavo Murta 

Exibições: 444

Responder esta

Respostas a este tópico

Olá Gustavo

Eu trabalho com automação de instrumentação de laboratórios.

É uma área bem específica mas trabalha com a maioria das tecnologias de automação industrial.

Abraço

Obrigado Marcos !

Estou desenvolvendo um DVM(voltímetro digital) com o ESP32 (pode ser Arduino também). 

Tem interesse ? Excelente estabilidade, ótima precisão (1 milivolt). 

Mede tensões de -2,000V a +2,000V.

Bom dia Eduardo.

Tenho trabalhado com IOT, tenho projetos operando a mais de ano de maneira continua, sem surpresas e  atendendo a expectativa para qual foi proposto. Como sou da área industrial, direciono muito nossos possíveis desenvolvimento para esse fim, que é para monitoração de processos. Oque não da é esperar um produto que tenha todas as certificação e tudo mais, ai já é melhor comprar algo já usado na industria. 

No meu ponto de vista, o IOT só funciona quando o custo de implementação trazer vantagens e lucros reais, ser tudo muito legal e bonito não resolve nada. 

Abraço,

Jucelei.

Jucelei , boa tarde. 

Já conheço seu projeto de monitoramento de energia, que por sinal é muito bem feito. 

Eu também penso em soluções práticas, úteis que possam facilitar a nossa vida.

Não acho graça nenhuma em um projeto - acenda as luzes da casa pelo smartphone. Para quê ???

José.

No meu ponto de vista são projetos insustentáveis. Geralmente three way que já resolve isso com uma eficiência muito grande. Uma vez que esse negocio não funcionar e cara ter como fazer manual ele nunca mais arruma, e se não ter como fazer manual ele arranca e coloca manual. Projetos viáveis seriam projeto que trazem ganho econômico, o restante é somente para palestras e aprendizado, não há como se manter. 

Por experiencia própria coloquei a abertura do portão e luz de garagem para ser acionada via celular, mas só abrimos o portão via app se não encontramos o controle no alcance dos olhos, senão não usa. Já a luz nem mexe mais pelo app.

Mas é isso ai, vamos trabalhando. 

Abraço. 

Interessante esta discussão..

Realmente ainda tem-se desafios a serem alcançados.. Acho que mais importante que colocar algo na prateleira, é torná-lo  este dispositivo inteligente interoperável com outros dispositivos.. Seria massa se uma cafeteira  se comunicar com uma torradeira sem precisar de um smartphone intermediando.. Talvez isso possa acontecer atualmente, mas com dispositivos do mesmo fabricante.. Poderia saber a luminosidade utilizando o sensor do poste do lado da minha casa, ao invés de ter que comprar um.. Enfim, a interoperabilidade é necessário para o  IoT acontecer (minha opinião)..

E que não dependa da nuvem para realização das tarefas.. Deixando uma inteligencia local para tomada de decisões, e inteligência na nuvem para predições, historicos e estatisticas, para aplicação de Algoritmos de IA.

Falando sobre a questão da motivação para desenvolvimento de soluções inteligentes/inovadoras.. Realmente está deixando a desejar atualmente.. Lembro do meu caso, quando estava fazendo tec em Automação Industrial, fui o único da sala a comprar um Kit iniciante em Arduino na época.. Muitos veem a disciplina como "quero apenas ser aprovado"..

Boa tarde Wallace, 

Obrigado por comentar a discussão. Só não entendi essa necessidade. Poderia explicar para a gente ?

Seria massa se uma cafeteira  se comunicar com uma torradeira sem precisar de um smartphone intermediando".

Imagine o seguinte cenário.. um relogio inteligente que é configurado para despertar todos os dias, para ir para aula.. Porém em um belo dia, o professor envia um email falando do cancelamento da aula.. 

O relogio inteligente, poderia então cancelar o horário de despertar, e deixá-lo dormir um pouco mais.. assim a cafeteira e a torradeira "saberia" porque foi notificado pelo despertador..

Realmente não é uma necessidade, mas sim para comodidade..

Sou ruim pra criar estes exemplos, rsrs, enfim, tem que pensar direitinho para projetar da melhor forma..

Obrigado por explicar Wallace.

Fico imaginando as pessoas no futuro .

Já assistiu o desenho WALLE (o robôzinho) ?Tem uma parte desse desenho animado que é uma paródia sobre o comodismo das pessoas. As pessoas não saíam do lugar, para fazer nada. Depois engordaram tanto e ficaram tão preguiçosas que não sabiam mais andar ! 

Não acredito nesse futurismo. Tomara que eu esteja certo. 

Vi sim rsrsrs.. Bem lembrado!

Também não acredito que chegaremos a este tal ponto..

Muito legal e acalorada essa discussão. Ela envolve futuro, isso é mto interessante !

Pois é, não acredito que cheguemos também, mas tenho um textão polemico sobre isso tb...

Desculpem se for meio off topic...

Acredito que todo animal (qualquer rato ou pomba faz isso) tem um controle populacional em função da condição do meio. Ratos não passam fome. Pq eles comem qq coisa, ok, mas também pq eles não se reproduzem além do que o meio permite alimentar. Hoje vemos inúmeros movimentos que culminam em menor natalidade. Isso pode ser o feedback natural evolutivo de nossa espécie. Um alarme disparando. (Teria mais um textão pra por aqui, mas vou me segurar pq foge demasiadamente ao tópico).

Nós, de forma similar, logo vemos algo como tendência, praticamos o excesso e depois deixamos de lado. Tudo que praticamos em excesso é deixado de lado em um período posterior. O tamanho desse período é que muda. 

Hoje estamos acabando com o planeta por excesso populacional, excesso industrial e excesso na pecuária. O excesso na agricultura só vejo para alimentar o transporte (cana para alcool) e pecuária (soja para o gado).

A tendencia futurista é o "menos". A palavra para isso no passado foi "renascimento". 

Como na série Black Mirror (recomendo muito !!!) vemos várias formas de futuro que não deram certo. Mas temos um ponto convergente em todas os capítulos: A simplicidade da interface.

Toda interface é simples, poucas cores marcantes, poucos ou nenhum botão, tudo preto ou branco, liso e inteligente. 

Enfim, acredito que haverá uma simplificação geral das coisas, a tendência é termos coisas com apenas 1 botão, mas inteligentes. Esse botão pode ser um sensor de gestos ou presença ou NFC ou BtLE. As coisas saberão o que queremos. 

No caso do seu despertador, seria fabuloso. Poderíamos ter isso no tal "Outlook" (Urgh!!) a muitos anos. Alguém cria um evento e convida pessoas. As pessoas ligam alarmes ao evento, cada uma com uma antecendencia. Se o evento for deletado o alarme é deletado automaticamente. Só fazer. Otima ideia. O Nokia N95 (de 2006) já sincronizava com o Outlook, podia ter feito isso. 

Já a torradeira.. Acho que não.. Pq não tem assunto, seria desnecessário. Qq coisa que complique seria extinta. Tudo simples, tudo fácil. Mesmo torrar o pão. A torradeira teria só um botão ou uma barra. Vc aperta em qq ponto do meio entre o claro e o escuro. Ela liga, desliga, faz tudo baseado em sensores. Hj a minha tem uns 8 botoes... Pra que ?

Acredito que infelizmente temos um futuro com pessoas menos inteligentes para essas coisas (oposto a minha geração) e espero que mais inteligentes para alguma coisa...

A nossa busca seria por simplificar a vida das pessoas. Não dá pra ter por ex uma configuração por pagina web embutida em um aparelho que pra vc chegar nela tem que digitar o IP dele...

Por isso acredito que precisamos pensar no IoT pelo outro lado. Pelo lado do usuário. Criar uma solução simples e inteligente que qualquer idiota (por definição da palavra, não xingando) consiga usar. Simples de fabricar e de grande durabilidade.

Depois de localizar a utilidade aih sim criar a interface e depois o projeto.

ref:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Nokia_N95

Recomendo:

https://www.netflix.com/br/title/70264888 <-Veja temporada 1

---

Daqui para baixo tudo é off topic numa análise simplista. Caso não queira ser incomodado, pare de ler. Pra mim está tudo interligado, IoT, futuro, sustentabilidade, por isso coloco aqui. Apenas embasa que estamos destruindo o planeta.

Recomendo:

https://www.netflix.com/br/title/80033772 <- Sobre sustentabilidade.

https://www.netflix.com/br/title/80174177 <- Sustentabilidade e nossa saúde.

Assim digo: Os velhos métodos estão destruindo o planeta. Os novos métodos talvez tenham vindo para salvar. Talvez essa minoria que clama por qualquer coisa que implique na diminuição da pecuária (veganismo), indústria (alternativos) e natalidade (tem de tudo..) sejam movimentos de oposição a destruição, ainda que nem saibam disso.  

Voltando a pergunta inicial,

1) Quais plataformas já usou ?

Apenas a do Arduino, em MQTT, com a placa ESP32+OLED, fiz um termômetro que armazena os valores via MQTT, pretendia fazer depois um envio de mensagem via Telegram para o pessoal da manutenção se a leitura estivesse fora da faixa. Ia fazer o projeto apenas por me interessar pelo resultado (que não esfrie mais o boiler do meu prédio) mas o cliente (sindico) disse que era "bobagem" e recusou a ajuda. Disse que vai passar um fio até a guarita do alarme do controlador... Enfim...

2) Qual a plataforma preferida?

No microcontrolador: Gosto muito da ideia de usar arduino com o ESP32. Sem palavras, um sonho!. 

No PC: Tenho usado o Unity3D.com Vejam isso:

https://assetstore.unity.com/packages/tools/network/web-api-kit-mqt...

Assets são funções que vc pode incorporar ao compilador. Muitas gratuitas, vem com documentação e exemplo.

O Unity em si é uma engine multiplataforma (inclusive PC, Android e iOS) para jogos. Possui editor, compilador, etc. Muitos dos jogos famosos hoje em dia são feitos em unity. Embora concebido para jogos é uma ótima opção para fazer interfaces de produtos. Suporta, usando os assets, praticamente tudo que vc pode perecisar como serial, bluetooth, joystick, MQTT,  etc. A programação em sí é feita em C#.

RSS

Destaques

Registre-se no
Lab de Garagem
Clicando aqui

Convide um
amigo para fazer
parte

curso gratis de arduino

© 2018   Criado por Marcelo Rodrigues.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço