Opção de monitoramento de cerca rural, Arames que quebram

Bom Dia caros colegas,

Trabalho com tecnologia de informação a dez anos, e por meio de colegas pecuaristas me surgiu a ideia de montar um projeto que tem por finalidade controlar cercas de suas propriedade, por exemplo; no caso de um fio da cerca se romper, o sistema identifica onde fica localizado a ruptora do cabo por meio de comunicação WiFi. Lembrando que seria necessário o uso energia solar. Auguem interessado em compartilhar ideia ou conhecimento sobre produtos já existentes? Grato!

Exibições: 1516

Responder esta

Respostas a este tópico

Sidney, por favor, fiquei curioso quando vc fala que tem GPRS com RS485.

Você leva um sinal de GPRS para um lugar distante com cabo RS485?

É isso? Não entendi, pode explicar?

Obrigado

Sergio,

tenho um equipamento que é um modem gprs, ou seja, ele usa a rede celular para conectar na internet.

Esse mesmo equipamento tem um barramento RS485, ou seja, vc pode usar para conectar 32 equipamentos até 1200 metros.

Então, como o equipamento obtem um ip, se eu mandar conectar naquele ip ele vai direcionar essa comunicação. Por exemplo, indo para o RS485, ou para as portas diretas que ele tem.

Entendeu?

Acho que sim, o seu equipamento gprs vai dar um ip para cada equipamento RS485 certo?

Ai vc tem acesso a cada um.

Quase, na realidade o ip é para o equipamento. Os equipamentos tem o endereçamento dos slaves.

então eu peço para ele acessar um ip tal, slave 5, por exemplo.

Concordo com os argumentos de Imhugo...Já vi uma questão parecida com esta onde se usavam pessoas para localizar e exterminar formigueiros em plantação de eucalipto, se não me engano. Um grupo de pessoas localizavam os formigueiros marcavam a posição e no fim do dia voltavam para o laboratório para depois um outro grupo de pessoas, dias depois, para jogar os devidos  veneno. Até que conseguiram "automatizar" a parada. Um drone sobrevoa a área e através de uma câmera e um software localiza o formigueiro e manda em tempo real a localização do formigueiro para um computador do laboratório depois é só um grupo de pessoas aplicar o veneno. Com isso se economiza dias e mão de obra.

Não sei se colocar um drone para monitora essa área cercada seja viável,  apenas achei semelhança nesses dois casos e resolvi compartilhar com vocês esse meu pensamento.  

Vi um projeto parecido com este, para monitorar linhas de transmissão, carrega as coordenas GPS no em um microcontrolador, que vai seguir essas corrdenadas, guiando o drone que vai capturando imagens em HD, penso que esta seria uma solução simples, o drone faz a varredura e volta para base, não precisa de rede sem fio nem nada.

Estamos desenvolvendo aqui no SENAI-CETEL em Belo Horizonte, um sistema de tratamento de imagens capaz de detectar e classificar objetos específicos em áreas rurais. Temos uma demanda de localizar determinado tipo de formigueiro em plantações de eucalipto.  Vamos verificar a possibilidade de tratamento de imagens das cercas.

As imagens são coletadas em HD através de um drone que sobrevoa uma área pré determinada por coordenadas geográficas. O software cuida do resto.

....vamos nos falando.

Abraços a todos

Não é necessário analisar se houve o rompimento de uma cerca só pela análise de tensão, corrente, frequência, etc...elétrica em fios pertencentes a cerca.

Pode se pensar em outros princípios. Uma idéia é que se sensores de chuvas colocados em locais adequados possam fazer o desligamento de parte do circuito até que a chuva pare e assim evitar a propagação de possíveis raios.

As vezes dentro de uma mesma cidade há chuva em uma parte e outra fica "sequinha"...e por aí vai.

Tem a mecânica, a hidráulica, etc...para se analisar as ocorrências nesses locais.

Vamos pensando...

Concordo que devemos pensar em outras abordagens, mas desligar a cerca em caso de chuva não resolve:

1 - Muitos raios caem antes ou depois do início da chuva, não apenas durante a chuva.

2 - Desligar o circuito não ajuda a resolver o problema que é o gado ser eletrocutado, se um raio atingir as proximidades da cerca a mesma será eletrificada com circuito ligado, desligado ou mesmo sem circuito. A única coisa que ajuda neste caso é aterrar os arames da cerca...

Então como você mesmo disse, vamos pensando....

Abraço.

Grande Wiechert!

Sem dúvida um grande mestre.

"desligamento/aterramento de parte do circuito"...só uma palavra as vezes resolve...rsrrsrsrsrsrss...

Sim, entendo a confusão, mas mesmo assim, a instalação de um circuito usando um sensor de chuva que primeiro desligue a cerca e em seguida aterre a mesma não resolve a questão do item 1, que é a queda de raios em momentos que não chove...

Acredito que a solução mais prática para minimizar o problema de eletrocussão por raios em cercas eletrificadas seria o uso de centelhadores gás.

Basta escolher o centelhador que não comece a atuar com a tensão nominal de excitação da circuito de eletrificação. 

No caso de um raio atingir a cerca ou suas proximidades o centelhador desvia a maior parte da descarga para a barra de aterramento.

RSS

Destaques

Registre-se no
Lab de Garagem
Clicando aqui

Convide um
amigo para fazer
parte

curso gratis de arduino

© 2019   Criado por Marcelo Rodrigues.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço