Leitor portátil de RFID transmitindo geolocalização via GPRS.

Olá a todos

Sou novo nessa tecnologia, mas para o projeto que necessito fazer ela me parece ter a maior possibilidade de sucesso sem precisar procurar algum engenheiro eletrônico.

Estou planejando um projeto que deve fazer uma leitura de tags RFID e transmiti-las junto com a posição GPS onde ocorreu isso via TCP para um servidor, ou seja, uma mistura de rastreador GPS com leitor de RFID. 

Pesquisando localizei alguns dos componentes que necessito, mas no Brasil me parece ser dificil encontrar shields com GSM/GPS integrados, só achei shields separados o que acredito deve aumentar o consumo de energia desnecesáriamente.

Gostaria de uma recomendação de quais modulos eu deveria usar para esse projeto. Sei que necessido que um shield com o microprocessador, estou pensando no UNO R3, mas talvez mais tarde no projeto definitivo eu utilize um mini.

Para o RFID estou pesquisando um de longo alcance (ao menos 10 a 20 metros) compatível com arduino na faixa de 433 MHz. Ainda não localizei disponível no Brasil, e para isso gostaria de ajuda aos mais experientes sobre onde tentar localizar algo assim.

Para GPS e GSM (integrado) encontrei apenas uma shield no mercado livre e outras fora do Brasil. Talvez eu precise no fim de uma para GSM e outra para o GPS, mas quero evitar isso para deixar o mais compacto possivel.

As antenas GSM e GPS eu pretendo usar as externas. Além disso, ainda vou precisar pesquisar para fazer a programação necessária para obter a leitura do RFID/Posição GPS e enviar essa informação para um servidor na WEB via GPRS. Estou procurando por manuais e exemplos dessa programação, mas se alguma caridosa alma puder recomendar alguns sites (mesmo em ingles) fico grato.(tenho experiencia em C#)

Sei que também vou precisar de um chip SD para a parte de telefonia, mas planejo usar um chip de telemetria.

Exibições: 1663

Responder esta

Respostas a este tópico

Interessante, já tinha projetado algo semelhante que seria para fazer trilhas, mas o projeto não foi adiante.

Sobre o leitor RFID de 10 a 20 metros, você vai encontrar modelos acima de 10/20mil reais.. dependendo de onde vai ficar cada aparelho desse, você poderia "abstrair o gps" e deixar a localização fixa, caso ele sempre fique no mesmo local.

Realmente o custo do leitor para essa faixa de atuação acaba inviabilizando essa parte do projeto. E infelizmente este aparelho não vai ficar fixo. Talvez eu possa usar algo como bluetooth no lugar. De qualquer forma a parte de gps e gsm precisa ser feita. Já achei alguma documentação (e programas) a respeito. 

verdade mesmo Rogério:  já que o dispositivo móvel deverá ser reconhecido via RFID, não tem porque cada dispositivo móvel ter GPS, assim como não tem porque o dispositivo móvel transmitir sua posição.

Ora, se o dispositivo móvel deve ser reconhecido pelo leitor RFID, é ali no leitor RFID que deverá haver o transmissor dos dados pro servidor. E já que o leitor provavelmente estará em ponto fixo, ele mesmo não precisará de GPS para identificar sua posição, pois a posição será sempre a mesma. Basta cadastrar as coordenadas daquele leitor uma única vez para saber onde é que o dispositivo móvel foi lido. E para conhecer as coordenadas, o próprio google maps lhe fornecerá esse dado sem custo algum

Mas enfim, um shield dotado de SIM908 possui as características que vc quer (GSM e GPS integrados num mesmo shield). Outra coisa: chip SD pra telefonia? o correto é SIM card (chip de celular). 

Tente explicar melhor seu projeto, o que tem em mente. 

Na verdade é o oposto, o dispositivo móvel precisa ler tags RFID (ou algo similar que não vai ter transmissão propria) que forem captadas perto da antena. 

Pense em algo similar a um pequeno caminhão baú que entrega produtos. Cada produto tem uma tag RFID(ou outra forma "sem fio" de identificação). O projeto vai ler todas as tags no caminhão e enviar onde ele estava para uma central e com quais produtos estava naquele momento. Quando um produto "some" do raio de identificação, é assumido que foi entregue e vai registrar ONDE isso ocorreu. O leitor, portanto, vai estar em movimento, pois ele se encontra DENTRO do veículo.

Não é exatamente como vai ser usado, mas acho que passa a ideia. E sim, vai ter um tempo "não nulo" de leitura de tags e de transmissão, mas não será uma transmissão tão frequente como em um gps veicular.

E adicionalmente, quem está no "caminhão baú" não pode nem perceber que isso está ali fazendo esse monitoramento...

Considerando a dificuldade em deixar monetariamente viavel usando uma antena para a leitura de tags RFID, estou procurando agora por soluções usando bluetooth passive tag, mas preciso entender melhor como isso funciona em relação a apenas RFID, ou se estou meramente confundo as coisas.

E encontrei esse SIM908 (aqui) Obrigado. 

E confundi mesmo SD com SIM card (sempre confundo isso na verdade). 

agora sim consegui entender o cenário. Bom, sugiro vc focar primeiro na detecção dos objetos pela antena. Acredito ser aí o gargalo do seu projeto, a parte mais complicada.

Pegar coordenada pelo gps e transmitir via internet de celular é fácil, deixa isso pra resolver só depois de conseguir detectar as tags

Outra ideia, seria abstrair o gps mesmo, usar um raspberry pi, com mondem 3g para enviar apenas os dados que chega pelo o rfid..

Você precisa documentar esse projeto, para saber quantos pontos, qual a distancia de cada "nó", onde cada aparelho vai ficar... etc..etc..

É um unico aparelho conectado a uma antena (ou outra forma que ainda estou pesquisando) que estará fazendo uma varredura das tags RFID próximas. O Leitor vai estar em movimento, ele não vai ser fixo, este é o detalhe de eu precisar também de GPRS, Dê uma olhada na minha resposta a imhugo.

Entendi, você pode fazer a leitura "contagem de estoque", do caminhão, sempre que abrir e fechar a porta..

1 a 6 metros.

http://pt.aliexpress.com/store/product/6-meter-uhf-rfid-reader-with...

neste caso ainda recomendo o uso do raspberry pi para a transmissão via web.. usando socket por exemplo, ou ate mesmo com banco de dados local caso tenha perca de conexão, e só após reconectar ele faz a "comparação" do estoque atual.. etc..

a melhor opçao para "contar" o estoque neste caso, independente do entregador... é RFID mesmo... ou vc poderia fazer com que o entregador, dê baixa usando codigo de barras, ou ate mesmo um app mobile lendo Qrcode..


Caso seja app mobile e ele vai fazendo a leitura do QRcode com o mobile, você já aproveita a conexao de internet do celular e ainda tem o gps incluso.. seu projeto ficaria muito mais barato, precisando investir em APP e o servidor .. treinamento do entregador, para so tirar as caixas dps de ler o QRcode..

:)

Interessante, tem saída wifi ou serial. Posso usar uma shield rs232 ou até um shield wifi (talvez) para conectar ao modulo que transmite os dados. Obrigado pelo link. 

Como eu disse antes, isso é para estar ali "escondido", monitorando o que ocorre. Pode-se dizer que é uma forma de confrontar o "registro oficial" com o que "realmente ocorreu", bem como saber se algum distraído misturou as coisas... 

Então, sem duvida, leitor rfid mesmo na porta, resolveria.

Ai bom ter uma base local, caso sistema saia do ar, ai você mantinha tudo sincronizado assim que possivel "com a volta da internet".

Raspberry pi, me parece uma boa opção para ter a base local e so depois sincronizar online.

Usar o modem 3G para acesso a internet, uma rotina para reconectar caso a internet saia do ar..

Aproveita e instala alguns sensores de trepidação, salva no banco de dados a localização das ruas piores, e projeto um sistema de logistica para escolher a melhor rota para entrega.. :D

vlw, ate mais.

Rogerio sou iniciante em dispositivos raspberry e Arduino,, vc tem algum conhecimento em utilização de RFID com IoT? Em empresa de logistica especificamente? Qlq coisa como referencia para eu começar ja ajuda?

vlw

até logo

RSS

Destaques

Registre-se no
Lab de Garagem
Clicando aqui

Convide um
amigo para fazer
parte

curso gratis de arduino

© 2019   Criado por Marcelo Rodrigues.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço