Boa noite, estou desenvolvendo um projeto para a graduação voltado ao monitoramento da temperautra do solo, temperatura ambiente, umidade do solo e do ar no semi-árido.

O sistema funciona alimentado por baterias 18650 e paineis solares. Os dados coletados seriam salvos em um cartão MicroSD. Devido o ambiente ser muito hostil é necessário que o sistema seja hermeticamente fechado, de modo que não posso deixar abertura para o cartão. Como solução pensei em adaptar um adaptador de cartão Micro SD (Figura abaixo) no ligar do adaptar MicroSD de arduino, por permitir, em tese, que eu use um cabo USB para copiar os dados sem que eu precise abrir o aparelho.

Gostaria de dicas sobre a ideia e como eu deveria executá-la, uma vez que não conheço/disponho de CI's para fazerem a interface SPI-USB.

Grato. 

Exibições: 164

Responder esta

Respostas a este tópico

Alvaro, boa noite

Já lhe informei que não tem como conectar diretamente uma USB no ESP8266.

Já que optaram por usar um Micro SD, segue uma sugestão:

Tem que testar pois não sei se funcionaria bem.

1) crie uma extensão externa da interface SPI ( 4 pinos) , para acessar o SD Card do ESP8266. 

2) Ao conectar o cabo externo, a interface SPI do ESP8266 seria desativada. 

3) Um dispositivo externo coletaria os dados através da extensão SPI. 

4) Ao desconectar o cabo externo, a SPI do Esp8266 voltaria a ficar ativa.

O que acha ? 

https://learn.sparkfun.com/tutorials/serial-peripheral-interface-sp...

Boa noite, 

Achei esse chip. No caso poderia conectar na USB de um Laptop. O chip faria a conexão SPI com o SD Card do seu projeto. Serve?

USB Peripheral/Host Controller with SPI Interface

https://www.maximintegrated.com/en/products/interface/controllers-e...

Olá.

  Acredito que vc esteja um tanto fixo na ideia de ler o cartão como cartão... Se entendi vc pretende algo como um MP3Player das antigas que toca a musica desplugado e quando é plugado ao USB ele vira um pendrive para se trocar as musica. Isso é ótimo mas precisa de hardware dedicado. Um microcontrolador que tenha uma porta USB, melhor que tenha OTG. Se vc for colocar um integrado USB/SD precisará de um circuito que chaveie os minúsculos pinos do SD entre o integrado e o microcontrolador. Isso complica muito o projeto.

  Focando apenas no objetivo central, que é ler os dados do cartão, a forma da interface não importa. Basta uma interface que atinja o objetivo em tempo hábil.

  Sugiro calcular o tamanho do arquivo e o tempo de transferência dele por serial a 115.000bps (velocidade máxima padrão até os anos 80) ou mesmo a 460.800bps que é uma velocidade bem tranquila pro ESP, usada para upload do código. 

  Nessa velocidade e com cabo curto (até 1,5m (chute)) vc consegue passar os dados por serial sem sequer um adaptador RS 232. Basta ligar os pinos TX,RX e GND num fio a uma plaquinha USB/Serial (tipo FTDI) ou o mesmo hardware que vc usa para programar o ESP. Uma rotina de envio de dados no ESP e um programinha no PC e está feito. Esse conector inserido no cabo não irá atrapalhar nada.

  Veja quanto tempo leva. Estimo uns 15segundos. Se fosse ligar como pendrive levaria 2, ok, mas 15segundos não seria tolerável diante da simplificação ?

RSS

Destaques

Registre-se no
Lab de Garagem
Clicando aqui

Convide um
amigo para fazer
parte

curso gratis de arduino

© 2019   Criado por Marcelo Rodrigues.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço