Pessoal,

Boa Tarde...

Estou desenvolvendo um projeto com Arduino MEGA que consta na ligação de 16 sensores de umidade do solo, 4 válvulas solenoides e uma motobomba. Esses dados serão exibidos no display 16x2 com botões para navegação entre os menus e um RTC (todos os dados já estão sendo salvos como um datalogger). Segue o código que tenho até agora para que me auxiliem caso encontrem algum erro pois não sou expert em programação. A quantidade de sensores ainda não é a final, coloquei os 4 apenas para ir testando. Alguns menus estão somente como exemplo, não estou utilizando... O arduino está ligado com uma fonte externa de 9v 1A e as solenoides com uma fonte tipo colméia pois elas são de 24V.

Dúvidas.:

1 - Preciso ligar uma motobomba da marca MAGTRON de 1/2CV (folto anexa), o relê (5v ou 12v) consegue ligar a bomba normalmente? A parte elétrica me preocupa, vou utilizar os reles em serie da robocore para economizar portas. Li algo sobre um multiplexador para utilizar com os reles normais mas ainda não consegui estudar sobre...

2 - Gostaria que ao ligar o arduino o primeiro menu exibido no display fosse a verificação do cartão de memória (se existe ou não) para depois prosseguir para os outros menus. Seria uma segurança a mais.

3 - Gostaria de inserir uma opção de irrigação "manual" onde no menu eu pudesse desativar a programação feita através da leitura dos sensores e programasse o horário de ativar a bomba manualmente.

Com a utilização dos menus tive seguinte problema, os dados só gravavam no cartão quando eu acionava o menu correspondente. Por isso coloquei algumas funções dentro do loop, pois gostaria que elas ficassem rodando direto para gravar no cartão de memória. Não sei se estou fazendo certo, pois antes eu colocava tudo dentro do loop, agora utilizando os menus a linguagem C utiliza as "funções" e isso me deu um certo trabalho... Sei que postei muitas dúvidas mas conto novamente com a ajuda de vocês. 

Segue o código.:

https://pastebin.com/6H9na7Un

Exibições: 1352

Anexos

Responder esta

Respostas a este tópico

Olá José

Sim este site é muito interessante, no que vejo a respeito do Chirp (Grilo) é um bom projeto e teve importantes progressos, porém se destina a soar um alarme quando a planta ornamental no vaso esta estorricada, acredito que desempenhe muito bem esta tarefa, não quero dizer com isso que sensores capacitivos não proporcionam resolução suficiente para acionar a irrigação com precisão, mas há muita controvérsia na net  com comparações entre as técnicas TDR,FDR e Capacitivo.

Meu propósito é desenvolver uma sonda que possa ser ligada a um controlador de irrigação de um pequeno agronegócio ou monitorar uma encosta prestes a desabar sobre residencias por excesso de água, não pretendo obter uma sonda TDR tão sofisticada como esta LinK, nem tão simplista como um comparador de tensão.

Mas que utilize o princípio da medição do tempo de reflexão da onda eletromagnética para a obtenção do valor da constante dielétrica (Ka) do meio onde a sonda estiver inserida. Creio eu assim  como outros, que a informação contida no tempo esta livre dos erros de amplitude de tensão ou frequência contido nas demais técnicas.

Continuo na minha pesquisa sobre melhor maneira de retirar a informação do subsolo, percebi que o padrão do enlace de corrente teve importantes avanços com a Texas e Vishay.

Porém se a informação for retirada através do padrão EIA 485 poderei adicionar outras informações como condutividade do solo e temperatura, ai seria algo mais profissional para Eng. Agrônomo. 

vishay_appn54.pdf

xtr111.pdf

Abraços 

Joe

Bom dia , 

Existe uma tecnologia da Maxim/Dallas que eu admiro muito : One wire interface. 

Quem sabe você desenvolve algo com essa tecnologia:

https://www.maximintegrated.com/en/products/digital/one-wire.html

https://www.maximintegrated.com/en/app-notes/index.mvp/id/1796

https://www.maximintegrated.com/en/app-notes/index.mvp/id/244  ( distãncia - 500 metros) 

Bom Dia

Ótima ideia, tecnologia que creio que começou com a Dallas para a leitura acesso a eeprom, teve muitos progressos até então, é usada até para a transferência de créditos  nos parquímetros aqui em CGR (ando com um no bolso) rsrsr...

A idéia de acrescentar um microcontrolador a sonda ganhou força depois que observei que a constante dielétrica Ka da mixtura solo+água varia com a temperatura significativamente mais do que simplesmente água pura, logo uma sonda que não compense as variações de temperatura não terá muita utilidade prática,não atendendo ao meu propósito.

Daí esses pequenos detalhes possam explicar a grande diferença de preço entre uma sonda Chirp e uma sonda Decagom.

Agradeço a idéia, vou aprofundar a análise, inclusive a possibilidade de isolação óptica.

Abraços

joe

Prezados 

Devido as medições que fiz e artigos como o do anexo, cheguei a conclusão que sensores TDR de baixo custo ainda precisarão de muitas teses aprovadas e reprovadas para serem economicamente viáveis ao pequeno produtor, ou agricultor amador, a questão não esta na dificuldade nos projetos de circuitos de RF ou de processadores de alta velocidade rodando o firmware e sim nos ajustes de curvas de temperaturaXsoloXaguaXcondutividade e suas interações, ainda não existem dados suficientes disponíveis a baixo custo para a implementação da solução.

Dado a esta dificuldade e a emergência do meu projeto vou partir para a solução do tensiômetro, tecnologia amplamente divulgada pela EMBRAPA , o irrigas veja aqui, farei a devida atualização tecnológica utilizando sensores de pressão da NXP e um firmware rodando em um Arduino UNO, contendo um arquivo texto relacionando as culturas e a pressão da água no solo.

já recebi o tensiômetro e os sensores de pressão, agora é mãos a obra 

Quanto tiver mais novidades posto aqui..

abraços

Joe

Anexo

temperatura_sensors.pdf

RSS

Destaques

Registre-se no
Lab de Garagem
Clicando aqui

Convide um
amigo para fazer
parte

curso gratis de arduino

© 2019   Criado por Marcelo Rodrigues.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço