Alguem disponibiliza o esquema de gravação (bootloader)de um arduino mega para um chip virgem correspondente. Agradeço

Exibições: 1749

Responder esta

Respostas a este tópico

Cara, em primeiro lugar onde foi que você conseguir um chip ATMEGA2560 ou ATMEGA1280 ??? e em segundo lugar como você pretende montar a extrutura da gravadora desses CIs ?  visto ao contrario do ATMEGA328 do arduino padrão, que é um chip comum, você grava colocando numa placa arduino e gravando com outro arduino.   Mas no caso do MEGA não dá pra dessoldar o Chip atmega dele pois ele é SMD.

Dai fiquei curioso,  onde você conseguiu o CI e como vocÊ pretende acessá-lo ?

Olá,

O chip pode ser comprado no mercado nacional, se for o caso te passo o link por privado, não posso passar o link aqui...

E o processo de gravação de gravação de qualquer microcontrolador em encapsulamento SMD é chamado de ICSP (In Circuit Serial Programming) link e consiste em montar o todo o circuito da placa que tem um conector (pinhead) padrão ligado aos pinos de gravação do controlador, depois é só ligar o cabo do programador ICSP no conector da placa e fazer a programação.

O ICSP aliás pode ser usado independente do chip ser SMD ou DIP.

Um arduino pode ser usado como gravador,  mas nos links abaixo é mostrado como fazer com um gravador AVR-ICP...

http://projectsfromtech.blogspot.com.br/2013/03/burn-bootloader-to-...

http://cisana.net/burning-the-bootloader-onto-the-arduino-mega-2560/

Abraço.

Wiechert,

    Cara, obrigado.   quem entrou pra perguntar foi você, mas quem acabou aprendendo foi eu, obrigado.

     Olha, já gravei varias vezes bootloader no Atmega328, até que recentemente fiquei curioso e descobri que dá pra meter o bootloader do arduino em vários outros CIs da atmega (chamador AVR).

      Esse é um dos meus focos de aprendizagem no momento,  estou estudando sobre Xbee, Sobre amplificadores operacionais e sobre como meter o bootloader em outros CIs alem do atmega328.

      Ao contrario de você que foi pra cima, eu fui pra baixo, e estou aguardando a chegada do CI Atmega Atiny, de apenas 8 pernas.

 

     Maaaaaas...  eu tenho a resposta pra o que você precisa, não tentei ainda na pratica pois não tenho ainda nem o atiny que mandei comprar, nem o 2560 que você possui,  mas tenho onde conseguir a informação.

    Tá aqui cara:    http://www.avr-developers.com/

    meu email particular é:  weideraju@gmail.com

     Vamos trocar umas ideias de como fazer essa gravação pois é um dos temas de meu interesse, principalmente depois que desenvolvi a tecnica de fabricação de placas de circuito impresso pelo metodo do papel aluminio(já coloquei um tutorial aqui no LG) e com esse metodo agora dá pra fazer placas para SMD.

     Me passa os dados e vamos conversar ok.

Que bom que você aprendeu algo... Já conhecia este link, mas obrigado por compartilhar com a galera.

Os Amp op são um dos componentes mais importantes e versáteis da eletrônica, é realmente fantástico oque se pode fazer com eles... os uso muito mesmo em meus projetos. Abaixo tem dois links para dois ótimos livros sobre os op amp:

handbook of op amp

op amps for everyone

Mas na verdade eu não perguntei nada amigo, só respondi a sua pergunta feita pro Geovanni....

Abraço.

Salve!

Tal processo de gravação do boot no MEGA ainda não fiz.. estou verificando uma forma de dar menos trabalho pois, pretendo transformar a placa do MEGA numa plataforma de gravação para um outro chip virgem q provavelmente estará numa placa universal.. Estou desenvolvendo um projeto e preciso de mais memória por isso essa ideia.

Vlw.

Geovanni,

    Cara, pelo que andei vendo nos tutoriais por ai, não é necessário usar um mega pra gravar outro ATMEGA2560.

    Conforme nosso amigo Wiechert citou existe uma plataforma de gravação (ICSP),  mas nas minhas andanças, vi em algum lugar, a utilização de um UNO pra gravar o bootloader em outros modelos.

    Ou seja, um modelo de arduino não grava apenas o mesmo modelo dele, visto que escolhemos o modelo do bootloader na hora da gravação.

    

    O que realmente eu tô curioso é como meter o bootloader no ATMEGA32, visto que ele é um CI barato (quase na mesma média do atmega328), só que ele tem beeeem mais portas do que o atmega328 e ele é DIP e não SMD.  Na verdade, posso até estar falando besteira, mas entre os modelos que aceitam o bootloader do arduino, o modelo com encaptsulamento DIP com mais pinos é justamente o atmega32,  esse eu quero aprender a mexer.

Qual a capacidade de memoria desse atmega 32?
Bem observado o fato de não precisar ser o mesmo arduino p gravar... irei tentar gravar em um chip 2560 (MEGA) usando o próprio UNO como gravador.. n sei se vai funcionar mas a sacada foi boa.

Geovanni,

   Tá aqui o datasheet do atmega32  http://www.atmel.com/images/doc2503.pdf

    Da uma olhada, ele tem 40 pinos, bem mais entradas e saida do que atmega328

esse é o datasheet do atmega328 padrão do arduino: http://www.atmel.com/Images/doc8161.pdf

Boa tarde. Conseguiu gravar o 2560?

Estou com o mesmo problema. Fiz uma placa, coloquei a pinagem ICSP, e não consegui gravar.

Tentei usando um arduino mega (só tenho essa placa disponível na minha bancada).

RSS

Destaques

Registre-se no
Lab de Garagem
Clicando aqui

Convide um
amigo para fazer
parte

curso gratis de arduino

© 2017   Criado por Marcelo Rodrigues.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço