Bom dia pessoal e Feliz Ano Novo!

Sou novo por aqui e entrei por que foi através de algumas publicações daqui que resolvi 98% dos meus problemas com o ESP.

Pois bem, prototipei um equipamento com arduino e ele funcionou perfeitamente, porem meu plano para ele é que envie seus dados para um servidor, foi ai que descobri o ESP, e pelas específicações dele, pude ver que posso utilizar apenas o ESSP8266-01 sem o arduino, mas como não encontrei nodeMCU a venda aqui por Curitiba, comprei um esp 12 e um 01, mas foi uma saga até conseguir fazer as ligações para fazer a gravação do sketch da arduino IDE direto nele.

Porem após conseguir gravar e remover o jumper do pino GPIO0 a placa não executa o trabalho, nem ao menos o BLINK básico.

Bom segue o esquema que eu utilizei:

A unica diferença é que ao invés de um FTDI (que não encontrei a venda por aqui e não tinha tempo pra aguardar a compra pela internet) eu utilizei um TTL-USB, que fornece 3v3 na própria placa.

Usei resistores de 10k para o RST e CH_PD, e aterrei o GPIO0.

Não sei agora se o problema está no processo ou na placa, pois após gravar um sketch de exemplo, como o blink, removo a ligação do GP0, e reinicio o circuito, nada acontece.

Se alguém puder me ajudar a esclarecer onde está o problema, ou se devo comprar outra placa ajudaria e muito.

Exibições: 459

Responder esta

Respostas a este tópico

Olá.

Tente com o circuito bem simples, ver imagens anexadas, e lembre-se, você deve aterrar o GPIO 0 no GND e resetar o ESP para entrar no modo programação e subir o sketch. ( aterrar, desligar e ligar, ou aterrar com ele desligado e ligar) Desta forma o ESP entrara no modo programação e você ira ver uma barra pontilhada na IDE de indicação do carregamento do programa. Depois de carregar, retire o GPIO 0 do GND, desligue e ligue novamente, se você resetar com o GPIO 0 aterrado ele entrara no modo programação novamente, por isso preste atenção nisto.

Meu canal: https://www.youtube.com/channel/UCLZ2cga6-yqz5jtI-XvE7PA?view_as=su... 

boa sorte.

Abs. 

CK

Certo, peço desculpas pela demora mas acabou que a placa do meu pc queimou e a dell está demorando a arrumar, como é normal, sobre o processo de gravação, aterro o gpio0 sim, aparece os pontinhos na ide indicando a gravação, porem ao reiniciar com o gpio0 desconectado ao gnd o programa não inicia, por exemplo o blink que não ocorre, testei com as duas pacas 01 e 12, e nada, sobre os resistores, já testei sem eles e não rolou da mesma forma, neste caso, estou utilizando eles apenas para fazer a função do botão de pulso para dar o reset em todo caso, estou testando novamente sem eles, lembro novamente que não estou usando uma FTDI, mas sim uma TTL, se houver diferenças no funcionamento talvez eu a abandone.

O blink do arduino é no pino 13.

O blink do ESP8266 é no pino 2.

Abcs

ah sim, isto estava claro, de qualquer forma obrigado.

PD

No seu circuito, creio que a confusão que esta fazendo, é de tentar usar um divisor resistivo que na realidade não se aplica no seu caso, toda vez que o seu FTDI fornece 3.3V, o divisor é necessário quando sua fonte é de 5V, não é seu caso.

Abs.

CK

Boa noite!
Pelo que percebi no seu esquema de ligação, você esta usando a alimentação USB para alimentar o ESP-01.

Primeira dica, não faça isso pois a USB não possui corrente suficiente para manter o ESP em funcionamento, use uma alimentação externa, lembrando que precisa ser de 3.3Vdc.

Com relação a estar usando um conversor USB-Serial sem problemas

Irei tentar explicar o processo para você colocar o ESP-01/ESP8266 no modo boot,

Conforme o desenho de fiação apresentado você possui apenas o botão de reset e esta deixando o GPIOo sempre aterrado, isso esta errado.

Para facilitar coloque também um botão no GPIO0 que será seu botão vamos chamar aqui de PGM, mantenha sempre um PullUp nos pinos Reset/GPIO0 de forma a garantir um nível lógico e não deixar o mesmo flutuando, aparentemente sua montagem esta correta.

O modo para entrar em boot é o seguinte.

Segure precionado RESET E PGM

Solte Reset

Solte PGM

Pronto entrou no modo boot, agora basta enviar sua aplicação. Sim você esta correto não precisa de um processador para usar o ESP8266 o mesmo já o é.

O que recomendo dependendo de sua aplicação é visitar este site e ver as opções de produtos com ESP8266 que eles possuem, os caras são extraordinários com a quantidade de produtos que possuem com ESP8266 eu já adquiri vários módulos, o melhor produto nacional, com manual em português e o suporte deles é impressionante.  AFELETRONICA

já deixo a dica, eles estão também com um módulo com rádio Lora para quem não conhece e estiver interessado veja aqui há no site deles e também no blog da loja  uma matéria sobre

Bom dia , 

Não pode usar a alimentação 3,3V do conversor USB ! Não tem potência suficiente. 

ESP8266 - Módulo ESP8266-12E 
http://labdegaragem.com/forum/topics/conhecendo-o-esp8266?commentId...

ESP8266 - Alimentação e consumo de energia:
http://labdegaragem.com/forum/topics/conhecendo-o-esp8266?commentId...

ESP8266 - alimentação no Protoboard :
http://labdegaragem.com/forum/topics/conhecendo-o-esp8266?commentId...

ESP8266 12E - Conexão USB Serial
http://labdegaragem.com/forum/topics/conhecendo-o-esp8266?commentId...

ESP8266 - Teste de comunicação serial do Arduino com o ESP8266 :
http://labdegaragem.com/forum/topics/conhecendo-o-esp8266?commentId...

ESP8266 - Usando IDE Arduino (exemplos ADAFRUIT/SPARKFUN )
http://labdegaragem.com/forum/topics/conhecendo-o-esp8266?commentId...

E muito mais !

http://labdegaragem.com/forum/topics/conhecendo-o-esp8266

A bem da verdade e para tratar de alimentar um pouco mais este tópico, quero deixar claro que se bem concordo que o melhor é usar fonte externa sempre que possível para alimentar ESP8266, devo ressaltar que discordo em parte quando se generalizar a afirmação de que a USB não tem corrente suficiente para o funcionamento de um ESP8266, seja 01, 12, ou 32.

Tudo dependente de quanto sua porta USB pode drenar, no meu caso, tenho varios tutoriais com videos onde utilizo apenas a porta USB para alimentar o ESP8266 e muitas vezes sensores diretamente dos 3.3V do ESP8266, claro que estes sensores devem consumir um minimo de corrente de acordo as especificações máximas permitidas pelo fabricante.

Minha porta USB do meu notebook fornece até 1A de corrente, suficiente para fazer funcionar um ESP8266, agora, existem computadores cujas portas USB não fornecem mais que 100mA, resultando impossível conectar um ESP8266 com esta corrente apenas.

Concluído e sem interesse algum de criar uma discussão sobre o assunto, mas sim apenas discordar nesta parte para emitir minha opinião de que a afirmação não se pode alimentar um ESP8266 via porta USB não é completamente correta e deveria ser interpretada como: Dependendo da corrente que a porta pode drenar, não se pode usar a porta USB para testes com o ESP8266.

Claro que estou falando de testes, se a aplicação for final, é obvio que não pode depender de uma porta USB.

Somente a titulo de informação, neste vídeo no meu canal AQUI  no minuto 19:33 estou usando um ESP32, um DHT11, buzer e Leds, e todo circuito que esta conectado na rede esta alimentado pela porta USB do meu notebook, tenho diversos outros videos em situação idêntica.

Grande abraço para todos!

CK

 

Caro CK, nunca disse que a porta USB não aguenta suprir os quase 200 mA do ESP8266.

Usando um outro regulador de 3,3V. 

Algumas Portas USB podem suportar até 500 mA.

O que eu sempre afirmo é que não pode usar o regulador do chip da interface USB Serial para suprir 3,3V. Que é o caso do colega Saulo. Veja o diagrama dele.

Esse regulador não aguenta.

Caro J. Gustavo,

Entendi perfeitamente, na realidade eu tratei de responder mais a colocação co colega ADS que a sua mesma, você tem razão e fez bem e esclarecer e enriquecer o tópico.

Abs.

CK

Agora compreendi se raciocinio e concordo inteiramente, vou passar a realizar os testes apenas com fontes externas.

Carlos kwiek, sua observação esta corretissíma.

Mesmo assim isso que é o interessante no desenvolvimento, consegue se visões distintas para um problema único.

Na realidade sua resposta  "mas sim apenas discordar nesta parte para emitir minha opinião de que a afirmação não se pode alimentar um ESP8266 via porta USB não é completamente correta e deveria ser interpretada como: Dependendo da corrente que a porta pode drenar, não se pode usar a porta USB para testes com o ESP8266."

Como escrevi que não pode, passou a impressão de prepotência de minha parte e esta não era a idéia.

Na realidade, sempre recomendo não  usar ou alimentar algum circuito via USB  por dois motivos, primeiro por não saber qual a corrente o PC do usuário possui se for 500mA/1000mA como o seu no caso irá funcionar com certeza.

Segundo de forma a proteger o equipamento do usuário, imagine que ele por alguma "bobagem" de um curto na alimentação, pode ocorrer de queimar a porta USB deste PC, claro alguém pode dizer no meu há fusível, etc, o que não vem ao caso.

A grande pergunta é, vale a pena? é melhor gastar R$5,00 com um regulador, do que por alguma "bobagem" perder o computador. Foi esta minha intenção.

Mas muito bacana sua observação.

Abraço a todos.

RSS

Destaques

Registre-se no
Lab de Garagem
Clicando aqui

Convide um
amigo para fazer
parte

curso gratis de arduino

© 2018   Criado por Marcelo Rodrigues.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço