Olá, assim como alguns colegas, me animei a iniciar o aprendizado do módulo wifi ESP8266

Pude perceber que há duas alternativas para fazer upload de códigos pro módulo: usando um arduino (junto com resistores e cabinhos) ou usando uma plaquinha FTDI

Pois bem, há algum tempo atrás eu adquiri aqui no LdG o kit contendo 3 garaginos + plaquinha conversora usb/serial igual a essa da foto (link):

Vamos desconsiderar o uso de arduino + resistores + cabos e considerar que quero usar uma plaquinha.

Como eu ainda não comprei uma plaquinha FTDI, minha duvida é se eu realmente preciso comprar uma placa FTDI ou se posso usar essa plaquinha conversora USB/serial aqui do LdG?

Caso essa plaquinha conversora USB/serial possa ser usada, é necessário usar algum componente a mais (exemplo: resistores)? Quais? E quanto aos cabinhos, como devo ligá-los?

Exibições: 2765

Responder esta

Respostas a este tópico

ahhh ótimo!!! o seu tem um jumper que lhe permite selecionar entre 5V e 3.3V

Creio que vou ter que comprar uma dessas mesmo, que possibilitem selecionar a tensão, como bem disse o Wiechert

Confesso que eu não estava gostando nada dessa história de ficar colocando divisor de tensão resistivo pra subir código pra plaquinha ESP8266

Muito obrigado a todos pelo pronto esclarecimento!

cara, não precisa comprar outro, se a sua placa for igual a da foto, existe do lado do conector femea 3 pads que você seleciona a tensão por meio de solda como se fosse um jumper "definitivo"

obrigado Gabriel, por esclarecer... Eu realmente não tinha reparado que essa placa já possui essa opção.

Porém como eu uso essa plaquinha pra fazer uploads de sketches pro garagino, não é prático ficar soldando e ressoldando conforme a necessidade naquele momento.

Talvez o melhor seria comprar mesmo uma plaquinha que disponibilize a seleção de tensão de forma mais prática (tipo jumper ou chavinha)

De qualquer forma, obrigado novamente por ter percebido que essa plaquinha também fornece essa possibilidade

Ok, veja a resposta do Gabriel, parece qua sua tem também, poderia adicionar um jumper também, digo porque a solda ficaria definitivamente e você usa ele para os garaginos, em todo caso são baratos, pode adquirir um e deixar este para os garaginos.

Outra coisa, lembre-se ainda tem que colocar o fio do GPIO 0 no ground e reiniciar para colocar no modo programação, e retirar o fio do ground e reiniciar para voltar ao modo utilização, eu comprei uma fonte que uso na proto muito útil que permite desligar e religar através de um botão, mas existe a possibilidade de colocar um botão na proto para fazer isso. Veja minuto 23 do meu video.

https://www.youtube.com/watch?v=do31PoRwIO4

Abs.

Ok Carlos, quanto ao fio ligando o GPIO 0 no ground, tudo bem, já me conformei que disso por enquanto não tem como fugir.

Quanto à plaquinha com a fonte ajustável entre 5V e 3.3V eu também uso já há alguns meses. De princípio, tinha comprado um da china, que veio junto com uma protoboard, mas fiquei tão fascinado com essa plaquinha, fascinado com a facilidade que ela me proporcionava, que logo já mandei vir mais algumas unidades dela. Realmente é uma plaquinha muito útil, muito versátil, como vc mesmo chamou atenção no vídeo.

Lembrando que essa plaquinha permite alimentar através de fontes de diversas amplitudes de tensão (desde 6.5V até 12V se for fonte externa, ou os 5V da USB) e te entrega 5V e/ou 3.3V à sua escolha (solta em duas trilhas 5V, ou 3.3V nas duas trilhas, ou 5V numa trilha e 3.3V em outra trilha)... muito boa mesmo

Essa é uma daquelas plaquinhas que a gente poderia colocar na lista dos componentes úteis e baratos que facilitam a vida de qualquer garagista.

Concordo plenamente com todo o exposto, o LDG deveria pensar na ideia de ter este item (Fonte, estou alimentado a minha reguladora com uma fonte de 12V) na sua loja também.

Em tempo: Estou fazendo um vídeo ja vou upar daqui a alguns minutos, sobre nossa discussão aqui que considero foi muito útil para todos, desta forma faço um update do meu anterior, onde também falo sobre a velocidade de carregamento do programa, que pode demorar a mesma coisa que o Arduino se as velocidades do conversor e da IDE estiverem em 115.200 Baud, daqui a pouco colo o link aqui e no Grupo.

Abs.

Legal Carlos, suas descorbertas e compartilhamentos estão sendo de grande valia.

Que bom também que encontrou uma maneira de subir códigos mais rapidamente pro ESP8266. Aquela lentidão toda a 9600 bauds era terrível, super brochante, mas agora a 115.200 bauds apesar de demorar um pouco a mais quando comparado a uploads pro arduino, já está de bom tamanho.

Agora preciso criar coragem e já ir catalogando todas essas informações que são muito úteis para iniciantes, como sugeriu o Weider num outro tópico.

RSS

Destaques

Registre-se no
Lab de Garagem
Clicando aqui

Convide um
amigo para fazer
parte

curso gratis de arduino

© 2017   Criado por Marcelo Rodrigues.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço