Pessoal, acabei de desenvolver um programa para arduino, porém, gostaria de compilar esse programa

para usar em PIC, ja que em comparação com os atmegas os PIC são mais baratos,,

Alguém sabe por onde começar? 

Obrigado

Exibições: 896

Responder esta

Respostas a este tópico

Eu li alguma coisa das EPROM, parece que a do PIC tem mais ciclos de sobrescritas isto as torna mais caras.

Se você tem um projeto Arduino simples que usa apenas alguns pinos, você pode ser capaz de reduzi-lo a um chip ATtiny único de 8 pinos. Neste vídeo, Matt Richardson mostra como, com base em um tutorial do Grupo do MIT Media Lab do High-Low Tech. A melhor parte é que você pode usar o código Arduino mesmo e ambiente de desenvolvimento que você já está acostumado.

http://www.youtube.com/watch?v=30rPt802n1k

Bem, acho que já foi bem mais que respondido, mas mesmo assim vou deixar minha opinião. A lógica da programação vai permanecer a mesma, tudo que vai mudar é a sintaxe. No meu caso, uso o CCS pra compilar pra PIC. Quando escrevo na ide do arduino, por exemplo, "digitalWrite", no CCS terei que alterar para "output_bit". E assim, igual para todas as outras funções.

Eu já brinquei com ATmega, ATtiny, PIC, MSP430 (entre outros) e cada um tem suas vantagens e desvantagens. Você não falou muito sobre para que quer usar, vou supor que é para um projeto caseiro e não para produção em massa.

Tem uns PICs de 8 pinos DIP (PIC12F629 por exemplo) que você acha em várias lojas (aqui no Brasil) por menos de R$5. Este é o lado bom. O problema é o custo inicial para você usá-lo. Você vai precisar montar ou comprar um programador (com o ATmega dá para usar o Arduino ou montar um programador muito barato). Se você encarar programar em Assembly, a Microchip tem o ambiente gratuito e existem Assemblers open source. Até onde eu sei, não há compiladores C razoáveis grátis (eu uso o CCS C, US$150 pela versão "linha de comando") e a arquitetura dos PIC de 8 bits é "compiler UNfriendly". De qualquer forma você vai ter que reescrever o seu código, mesmo que vá usar C no PIC.

O ATtiny45 é um opção legal, mas um pouco mais difícil de encontrar. Na Farnell tem por um pouco menos de R$9. Dá para programar em C usando o "avr gcc toolset" (que é a retaguarda da IDE do Arduino). Não tenho muita certeza se dá para usar as bibliotecas do Arduino nele, mas pelo menos é a mesma família de processador e o mesmo compilador.

Pessoal obrigado pelas respostas e indicações, resolvi usar o attiny 85 para meu projeto, pelo custo e pela facilidade de programação, ja que posso usar o próprio arduino para programá-lo. vai servir muito bem à minha necessidade,

Obrigado a todos

RSS

Destaques

Registre-se no
Lab de Garagem
Clicando aqui

Convide um
amigo para fazer
parte

curso gratis de arduino

© 2021   Criado por Marcelo Rodrigues.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço