Olá companheiros garagistas!

Como muitos de vocês tenho também varias idéias e projetos, sou programador e administrador de redes e não engenheiro elétrico/eletrônico mas com Arduíno foi possível desenvolver meus projetos e protótipos.

A minha grande dúvida é a seguinte.

Como transformar/viabilizar um protótipo criado usando Arduíno em produto final?
Gerar por exemplo, 50~100 unidades.

Não estou perguntando isso sem pesquisar por mim antes, na verdade pesquisei muito mas não adiantou muito pelo visto. vi formas de impressão de circuitos de forma caseira e etc.

Existe alguma empresa que possa fazer este trabalho?
Tenho que contratar um engenheiro para converter o protótipo em um embarcado? Que empresa você recomenda para essa quantidade de tiragem?
Gostaria muito da opinião/experiência de vocês no caso!

Se eu julga-se algo "inovador" iria tentar a incubadora do labdegaragem, mas não é o caso.

O grande problema de um protótipo usando Arduíno + Shields são os altos custos e é isso que estou tentando resolver.
Não sei se é pedir de mais...
Alguém poderia me dar uma luz, indicar algo?

Desde já sou grato!

Exibições: 7561

Responder esta

Respostas a este tópico

Essa ideia é ótima!
O LdG seria como uma revenda dos produtos, o que facilitaria bastante pra quem não precisa incubar, e precisa de ajuda nas vendas.

essa placa e dupla face (trilhas dos 2 lados), o cobre do outro lado e do mesmo jeito do desse lado,ou seja , trilhas coberta com essse vernis verde ....

empresa que não indico , e justamente a que fez essa placa,nao indico,devido o processo ter demorado um pouco,pois de qualidade nao posso reclamar (pois ta perfeita),a empresa  foi a 

http://pci.eletronica.org/,,  

eu encomendei 1 placa,  paguei 170 reais,eles mandaram 2  ,logo uma saiu por 85 reais ,

pra quem não tem pressa, eu recomendo .

mais evc , o qeu achou ?

Realmente encarece bastante porque a tiragem é pequena. Os caras não conseguem baixar muito porque o processo é caro e tem muitos custos fixos.

Eu visitei algumas fábricas de PCBs, das mais modernas às mais caseiras. Todas tinham o mesmo problema de custo fixo alto por lote.

Na Incubadora do LdG a gente consegue viabilizar porque investe em lotes de tamanho mais viável para o fabricante de PCB, além disso, temos poder de negociação porque fazemos vários projetos todo mês.

Para os garagistas que desejam empreender sozinhos, recomendamos tentar investir em lotes maiores, derrubando bastante o custo, inclusive dos componentes.

Abraços!!

Esta obviamente muito melhor que a minha. Usei um sistema caseiro, mas baseado em silkscreen. Como a placa não é muito complexa, não houve problemas. Mas com esta sistemática é possível passar até 6 trilhas por dentro da distância entre as linhas de pinos de um encapsulamento DIP (que chego a usar em outra placa). Conversando com meu fornecedor de silkscreen, consigo fazer um lote (100 peças) de placas dessas, e que demoram uma semana para ficar prontas (até a parte da corrosão), a perfuração é mais artesanal e depende da quantidade pedida (portanto o tempo pode variar de acordo com o número de peças). Para ser viável industrializar precisaria de lotes de 300 peças, o que ainda é inviável para mim financiar, precisaria de uma demanda maior para começar a fazer assim.

 Euclides , se vc industrializasse 300 placas ,  a unidade sairia por menos de  30 reais, cvcja mandou um orçamento com essa quantidade pra uma fabrica?

  

Olá Antonio.

Sim, já fiz orçamento para 20, 100, 200 e 300 peças. É brutal a diferença para estas quantidades. Calculo por cima que usando meu método, o custo por cm² chegue a R$ 0,16. Se mandasse produzir 300 peças, cairia para próximo de 1/3. O preço é extremamente interessante neste nível, mas não posso financiar lotes desses tamanhos (ainda). Pretendo montar futuramente uma furadeira CNC que baseie os furos nos arquivos Gerbers, mas isso está longe por estes tempos, mas isso alavancaria a produção dessas placas, quem sabe até poderia prestar serviços para pequenos lotes, pois valeria a pena visto os preços praticados. Até a próxima.

Ola pessoal!

Mas afinal, que tipo de arquivo devemos enviar para a incupadora, somente o gerber?

Abçs

É, na maioria dos casos, somente os arquivos gerber.

Ola Luno,

Se pretende terceirizar, o próximo passo seria contratar empresa ou profissional para este serviço:

Preparar os arquivos para manufatura (BOM, Gerber e Furação). Opcionalmente, também pode incuir na contratacao do serviço a manufatura de algumas unidades de protótipo final, ou avançar em um pequeno lote inicial. Caso necessite, pode me consultar.

OBS: Apenas para voce ter uma noção de valores, dependendo claro, da complexidade do projeto (baseado em Arduino) e da experiencia do projetista, estimo que o valor possa variar em torno de 1000 reais pela parte de projeto. Adicione a isso  custo de produção, algo como 30-50 reais/cada, para lotes de 100 unidades.

Pablo Viana

Bom dia , a Incubadora do Lab de Garagem esta desativada. 

Alguém já fez algum projeto com essa empresa ?

https://www.seeedstudio.com

Esse site também parece ser bem interessante.

Alguém já desenvolveu algum projeto com essa outra empresa (site)  ?

https://www.tindie.com/browse/arduino/

https://www.tindie.com/browse/raspberry-pi/

Através da seeed, fiz uma busca e encontrei uma outra empresa, com a qual venho trabalhando e tendo bons resultados: https://easyeda.com/

RSS

Destaques

Registre-se no
Lab de Garagem
Clicando aqui

Convide um
amigo para fazer
parte

curso gratis de arduino

© 2018   Criado por Marcelo Rodrigues.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço