[BOMBA}{TUTORIAL] Novo metodo EXCLUSIVO de fabricação de PCI - P.aluminio

Galera,

      Já tentei vários métodos para confecção de PCI, até que comecei a criar um método utilizando Papel alumínio, isso mesmo, e o resultado é incrível, e muito mais fácil que os métodos anteriores e com resultados que deixam os outros a ver navios.

      Descobri que tinha um russo tentanto tambem esse método, mas por aqui praticamente ninguém conhece, por isso resolvi fazer um tutorial em PDF e disponibilizar pra vocês.

     Segue anexo o PDF com o tutorial que criei pra vocês.

    

           Por favor deixem os comentários se gostaram ok.

Tutorial%20confec%C3%A7%C3%A3o%20de%20pcbs%20com%20papel%20aluminio...

Exibições: 3617

Responder esta

Respostas a este tópico

Parabens, muito interessante o método. E obrigado por compartilhar com todos :)

disponha amigo, espero que outros testem e gostem.

Olá Weider,

Gostei muito do método, vou experimentar. 

Se quiser experimentar este método também. Estou enviando link para o video. São 3 videos.

Daniel,

    Desculpa a demora em responder, só vi seu post agora.

    Eu já conhecia o metodo por transferencia por tinta UV.

    Eu testei uns trocentos metodos para poder desenvolver esse do papel aluminio,  eu queria algo pratico, fácil e barato.

  mas valeu

Pergunta amigo , aquela parte do percloreto , você está injetando ar comprimido para borbulhar o percloreto?

Olá Ilgner,

    NÃO,  não precisa fazer nada,  absolutamente nada,  o processo é super simples,   basta você seguir o tutorial, imprimir o layout em impressora laser ou maquina de xerox, decalcar com a placa quente, e jogar ela no percloreto,   as bolhas que você vê são a reação agressiva do percloreto sobre o aluminio.

   Inclusive como cito em outro topico, eu tô pra reescrever o tutorial, pois atualmente como crio placas com trilhas muito finas,  eu descobri que basta colocar a placa no percloreto com o papel aluminio e aguardar as bolhas da reação química pararem,  quando isso ocorrer retire a placa do percloreto e a lavo,  isso leva menos de 1 minuto, a depender percloreto,  apos lavada com agua normal da torneiro, é só secar com um soprador termico ou secador de cabelos e verificar se ha alguma falha.

   Se a placa for com trilhas normais ou grossas essa etapa não é nem necessaria.

   Feito a verificação leve de novo a placa até o percloreto, aguarde verificando de tempos em tempo e tá pronta.

Obviamente o metodo de transferencia por tinta UV é o mais profissional, mas tambem o mais demorado e caro,já esse metodo com papel aluminio desbanca todos os outros via transferencia termica ou similares, onde você leva um tempão esfregando e aprendendo a pegar o jeito, aqui não, não tem o que aprender, é só seguir o tutorial e pronto, obtendo otimos resultados, com baixo custo e rapidez. E seguindo esse passo novo que ensinei, de verificar a placa apos o percloreto dissolver o papel aluminio, você elimina 100% falhas.

 

Parabens, muito interessante o método. E obrigado por compartilhar com todos :)

Valeu Sergio,

 

      Desde que desenvolvi o método, devido a praticidade dele,  não consigo usar mais nenhum outro pra prototipagens.

      A única evolução que tive no método,  foi que hoje em dia  quando a placa utiliza trilhas finas eu submeto a placa com o papel aluminio grudado ao percloreto somente até o percloreto parar bobulhar, o que significa que todo o papel aluminio foi corroido.

     Dai eu tiro a placa, do percloreto,  levo pra uma torneira com agua corrente e lavo ela.

     Levo então a placa pra uma lupa de aumento pra ver se ficou tudo ok.

     Quando as trilhas são grossas esse passo não é necessario,  pode serguir fielmente o tutorial.

 

Que bacana, parabéns!

Weider bom dia, 

Veja que impressora super legal. Pena que ela custa USD $ 2000,00.

Mas pode servir de inspiração para um projeto similar. 

RSS

Destaques

Registre-se no
Lab de Garagem
Clicando aqui

Convide um
amigo para fazer
parte

curso gratis de arduino

© 2017   Criado por Marcelo Rodrigues.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço